Xxxxxxxxxxxxxxxxx

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4970 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
AFASIA E QUALIDADE DE VIDA – CONSEQUÊNCIAS DE UM ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL NA PERSPECTIVA DA FONOAUDIOLOGIA
Ivone Panhoca1 Cláudia Adriana Brito Gonçalves2 PANHOCA, I.; GONÇALVES, C. A. B. Afasia e qualidade de vida – consequências de um acidente vascular cerebral na perspectiva da fonoaudiologia. Arq. Ciênc. Saúde UNIPAR, Umuarama, v. 13, n. 2, p. 147-153, maio/ago. 2009. RESUMO: A afasia secaracteriza por alterações dos processos linguísticos de significação de origem articulatória e discursiva, produzidas por lesão focal adquirida no sistema nervoso central, em zonas responsáveis pela linguagem. O objetivo foi avaliar a qualidade de vida de afásicos, no que diz respeito ao domínio físico, utilizando-se o “The Medical Outcomes Study Short Form 36 (MOS-36 SF-36). Foram analisadosquarenta afásicos, de ambos os gêneros, na faixa etária de 25 a 78. Foram consideradas, para os afásicos, as variáveis gênero, idade, nível de escolaridade, déficit visual e acometimentos cardiovasculares e metabólicos, fluência e marcha. O escore do aspecto físico foi influenciado de forma significativa pelas variáveis fluência, marcha e nível de escolaridade. Concluímos, através deste estudo, que osaspectos físicos são os que sofrem maior influência negativa e que a qualidade de vida dos afásicos é prejudicada não só pela afasia, mas também por comprometimentos de saúde associados a ela. PALAVRAS-CHAVE: Afasia; Qualidade de vida; Atenção à saúde. APHASIA AND QUALITy OF LIFE – CONSEQUENCES OF A STROkE THROUGH A SPEECH AND HEARING THERAPy PERSPECTIVE ABSTRACT: Aphasia is characterized byalterations of the linguistic processes of articulation and discursive caused by focal lesion within the central nervous system in regions responsible for language. The objective of this study was to evaluate the quality of life of the aphasic people concerning their physical ability by using of “The Medical Outcomes Study Shorts Form 36 (MOS-36 SF-36). Forty aphasic people, both genders, 25 to 78years, were analyzed. The following variables were taken into consideration for the aphasic people: gender; age; educational level; visual deficit, as well as, cardiovascular and metabolic attack, fluency and march. The physical aspect score was influenced, in a meaningful way, by the variables fluency, march and educational level. Through this study, we concluded that the physical aspects are theones suffering the most negative influence and the quality of life of aphasic people is compromised not only by the aphasia, but also by its related health problems. kEywORDS: Aphasia; Health care; Stroke.

Introdução O acidente vascular cerebral (AVC) é caracterizado por um episódio agudo que pode gerar problemas crônicos e debilitantes da saúde, como alterações físicas, neurológicas ecomplicações gerais. É uma das enfermidades crônicas não transmissíveis que compõem as chamadas epidemias emergentes (RABELO e NERI, 2006; LAVADOS e HOPE, 2005) Os acidentes vasculares cerebrais (AVCs) são os principais causadores de quadros afásicos. A literatura internacional chama a atenção para o fato de pessoas com fatores de risco para AVC’s, mesmo que ainda não tenham tido um evento vascular claramentemarcado, podem apresentar microlesões cerebrovasculares já capazes de provocar perdas cognitivas, ainda que leves (LONGSTRETH-JR et al., 2002; VERMEER et al., 2003). Mesmo quando não é letal, o AVC frequentemente leva à incapacidade física parcial ou total, apresentando uma forte influência na capacidade funcional com grandes repercussões para o indivíduo, sua família e a sociedade (ALVES et al.,2007; BOCCHI, ÂNGELO, 2005; OLIVEIRA, CACHO e BORGES, 2006; SOUSA, GALANTE e FIGUEIREDO, 2003; TAVARES, 2007; TURRÓ-GARRIGA et al., 2008). A capacidade funcional do sujeito pode ter im1

plicações para a qualidade de vida (QV) dele, inclusive por estar relacionada à capacidade de se manter ativo na comunidade, desfrutando a sua independência até idades mais avançadas (ALVES, 2007). Estudos...
tracking img