Wundt

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2297 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO
Wilhelm Wundt é um típico professor alemão do século XIX, cuja vasta erudição é uma de suas características essenciais. Constrói seu pensamento a partir de conceitos e expressões da própria tradição filosófica alemã que lhe precedeu (Leibniz, Wolff, Kant, Hegel, Herbart, Schopenhauer, etc.), que estão bem distantes do vocabulário psicológico da tradição norte-americana.
Embora o seunome seja bastante citado nos manuais introdutórios de psicologia, o alcance e a importância de seu projeto permanecem ainda desconhecidos por grande parte dos psicólogos atuais. Wundt em várias ocasiões tem recebido um tratamento caricatural sendo retratado como representante do associacionismo britânico, fundador do estruturalismo e defensor da introspecção tradicional. Da segunda metade doséculo XX até hoje, só há um único livro dedicado à filosofia de Wundt, que é Arnold (1980).
Wundt foi acima de tudo um filósofo, cujo objetivo último era elaborar um sistema metafísico universal – uma visão de mundo – baseado nos resultados empíricos de todas as ciências particulares. Nesse sentido, sua psicologia é parte integrante desse projeto maior e só pode ser adequadamente compreendida dentrodele.
A sua fase já madura, é entendida aqui a partir do final da década de 1880.

A DEFINIÇÃO DA PSICOLOGIA
A psicologia é uma ciência empírica cujo objeto de estudo é a experiência interna ou imediata.
A experiência em geral é um todo unitário e coerente, que pode ser concebido e elaborado cientificamente a partir de dois pontos de vista distintos, porém complementares: toda experiênciapode ser analisada pelo seu conteúdo puramente objetivo (experiência mediata) ou subjetivo (experiência imediata). No primeiro caso, abstrai-se o sujeito da experiência e coloca-se toda a ênfase nos seus objetos (mundo externo). No segundo caso, investigam-se os aspectos subjetivos da experiência e sua relação recíproca com todos os conteúdos da mesma (mundo interno). Surgindo assim uma duplapossibilidade de se fazer ciência empírica: a ciência natural (física, química, fisiologia, etc.), que se ocupa com os conteúdos específicos da experiência mediata (objetos do mundo exterior), e a psicologia, que tem como objeto toda experiência imediata (aspectos subjetivos da experiência). Essas duas ciências trabalhariam de forma complementar, com o intuito de abranger o conteúdo da experiência comoum todo.
A nossa experiência externa é mediata porque o acesso aos objetos da natureza é sempre mediado pelas características constitutivas do sujeito da experiência (estrutura biológica, cognitiva, etc.) e, portanto, indireto. No caso do mundo subjetivo, não há nenhuma mediação, uma vez que cada um de nós tem acesso direto a sua própria experiência subjetiva.
Ao definir a psicologia comociência da experiência imediata, Wundt pretendia atacar uma concepção de psicologia, muito comum em sua época, que tratava a mente como se fosse uma substância ou entidade, seja espiritual (espiritualismo) ou material (materialismo). Para ele, essa forma de fazer psicologia estaria equivocada porque se baseia em hipóteses metafísicas que extrapolam toda a possibilidade de experiência. Sua intenção erafundar uma nova psicologia – autônoma e independente de teorias metafísicas –, a única alternativa era recusar por completo essas concepções metafísicas acerca do objeto da psicologia e propor uma outra, que se atenha à experiência psicológica propriamente dita. Na psicologia wundtiana, só há aquilo que é dado na experiência, entendida sempre como um conjunto de processos interligados.
É importanteenfatizar que não há uma diferença essencial de natureza entre o mundo interno e o externo – uma vez que a experiência é um todo organizado que abrange ambos –, mas apenas uma diferença na maneira de abordá-los. Por isso, a psicologia e as ciências da natureza se complementam, na medida em que fornecem relatos diferentes da mesma experiência, sem que haja a possibilidade de haver uma...
tracking img