Wolfran alpha

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2554 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
WOLFRAN ALPHA
Relatório Final, Trabalho de Conclusão de Curso ou Monografia apresentado como requisito parcial à obtenção do título de Licenciado, Tecnólogo, Bacharel ou Especialista em administração no Centro Universitário de Brusque – Unifebe. Orientador: Joaquim Hoepers |
BRUSQUE
2012
Sumário

1 INTRODUÇÃO...................................................................................................................4
2 DESENVOLVIMENTO......................................................................................................5
3 CONCLUSÃO.....................................................................................................................11
REFERÊNCIAS

INTRODUÇÃO

Este trabalho tem como objetivo falar sobre um pouco sobre o cientista ematemático Stephen Wolfram e como foi à criação do site de busca Wolfram Alpha. Há muitos anos nenhum sistema de busca ousava desafiar o líder, Google.
O site tenta prover respostas diretas para problemas de matemática e ciência ao invés de uma longa lista de links. É o primeiro mecanismo com sabedoria computacional.
O Wolfram Alpha é uma experiência totalmente diferente no que diz respeito asites de busca.

A busca de Wolfram

“O Wolfram Alpha quer fazer algo mais do que sites como Yahoo!
E Google: quer ser uma "máquina de conhecimento". “Quem é, e o que pensa o prodígio da ciência que está por trás dele.”


Figura 1: Wolfram, durante o lançamento de seu site, em maio: "O programa age como um especialista"Fonte: Roy Ritchie, ESPECIAL VIDA DIGITAL.
Veja.com. Edição 2125.12ago. 2009.
|
|
Há quem diga que os sites de busca deram ordem ao caos da internet. Para Stephen Wolfram, no entanto, essa ordem deixa muito a desejar. Daí a tarefa que esse prodígio e excêntrico inglês Stephen Wolfram, de 50 anos, propôs a si próprio: criar um novo tipo de ferramenta, uma verdadeira "máquina de conhecimento" para a internet.
Wolfram quer reinventar as buscas na internetcom seu site de buscas Wolfram Alpha. Mas, acredite, ele não quer matar o Google. Uma ambição a altura do seu currículo.
Conforme observa Wolfram, todos os buscadores, inclusive o líder, Google, realizam na essência uma mesma operação. Diante de um pedido, apresentam listas de páginas em que a informação desejada deve estar contida. Eles apontam o caminho, mas sem dar diretamente uma resposta.Respostas genuínas pedem algo diferente.
"O programa age como um especialista", disse o cientista a VEJA. "Você o consulta e ele lhe oferece conhecimento confiável. Dados básicos, mas também um extra na forma de gráficos, tabelas, comparações." Ainda em versão experimental, o Wolfram Alpha registrou, no seu primeiro mês, cerca de 150 milhões de visitas – uma fração modesta dos 50 bilhões de acessosmensais do Google.
Para muitos nomes centrais do mundo da tecnologia, contudo, no momento essas cifras não importam tanto. Quer sobreviva como empreendimento em longo prazo, quer naufrague, eles sabem que o Wolfram Alpha pôs na ordem do dia um tema fundamental para o futuro da internet: o aprimoramento das ferramentas de busca, para que elas passem a combinar estruturar e apresentar informaçõesde maneira inteligente, e não apenas localizá-las.
Nascido em Londres, em 1959, filho de judeus que deixaram a Alemanha no começo da década de 30, Wolfram é dono de um currículo prodigioso. Quando criança, seus pais o achavam um tanto confuso. Logo ficou evidente que os momentos de abstração se deviam ao talento para a matemática e o raciocínio abstrato. Aos 13 anos, Wolfram conquistou uma bolsapara Eton, reduto educacional da elite inglesa. Ele se entediava com as aulas. Preferia estudar sozinho e ganhar dinheiro resolvendo equações para os colegas. Talvez se possa dizer que, a essa altura, já estavam delineadas suas três características principais: o brilho intelectual, a impaciência em relação ao ambiente acadêmico e a veia empreendedora.
Wolfram publicou seu primeiro artigo...
tracking img