Winnicott

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5122 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

Através deste trabalho iremos apresentar o Pediatra e Psicanalista Donald Woods Winnicott. Veremos desde a vida pessoal até sua trajetória profissional que segue à escola das relações objetais, têm por objetivo trazer um pouco da sua história e, assim, possibilitar conhecer a ligação entre sua experiência de vida e sua teoria.
Vale salientar que durante estes estudos percebemos apaixão pela pesquisa e pela prática clínica, pelo amor aos seus pacientes, por sua disponibilidade e por sua compaixão pelo sofrimento humano.
Winnicott fala da importância da mãe, na sua colocação de “mãe suficientemente boa”, que mantém a continuidade da linha de existência do bebê. Assim, também, segundo ele, o terapeuta suficientemente bom é o que contém e mantém a linha de continuidade doprocesso terapêutico do paciente, por intermédio de sua integridade psicossomática, sua confiabilidade e a constância tanto de suas atitudes quanto do setting.
O pediatra inglês D. W. Winnicott iniciou sua vida profissional na década de 20, num hospital infantil. Ao cuidar de crianças com doenças orgânicas, ficou inconformado com as explicações etiológicas puramente orgânicas. Em sua busca porexplicações mais consistentes, estudou a obra de Freud e aprofundou seus estudos com Melanie Klein, de quem divergiu em alguns pontos. Desenvolveu suas pesquisas de forma independente.
Dando continuidade a nossa pesquisa, baseada no método da revisão bibliográfica, com o intuito de mostrar toda a contribuição deste pediatra e psicanalista para o desenvolvimento da criança e para a Psicologia como umtodo, seguem as etapas que desenvolvidas nesta, desde a “Vida Pessoal”; “Vida Profissional”; “A sua técnica na administração das inter-consultas terapêuticas”; “A Teoria sobre a importância e efeitos do cuidado Materno( “A mãe suficientemente boa”); “Mãe dedicada comum”; “Hollding” e os “Fenômenos e objetos transicionais”.
VIDA PESSOAL

Donald Woods Winnicott nasceu em Plymouth (1896) e faleceuem Londres, (1971), aos 74 anos de idade. Era filho de um político e uma dona de casa. Foi o único homem e o caçula de duas irmãs bem mais velhas. Além da família nuclear, viviam na casa uma tia, uma babá, e uma governanta, além de uma cozinheira e várias copeiras. Teve segundo sua esposa Clare, uma infância feliz, passada numa mansão britânica onde a família vivia de modo alegre e descontraído.Em uma autobiografia inacabada, revelada por Clare, Winnicott diz que se sentia um filho único amado por várias mães. Em sua casa, irmãos, vizinhos, amigos e primos viviam jogando e brincando freqüentemente com muita imaginação e vitalidade. Winnicott tinha a liberdade de explorar todos os espaços disponíveis na casa e no jardim e preenchê-los com fragmentos dele mesmo para edificar assim,progressivamente, seu mundo. Todas essas experiências de vida foram utilizadas de modo fecundo nos seus escritos e no seu modo de trabalhar, o que se constata ao longo de sua obra, como é o caso da relevância atribuída à família ou da importância do brincar, aspectos que ele considerou como fundamentais na plena posse da nossa saúde mental

Outro traço da sua família era seu incrível senso de humor,também uma característica de Winnicott, do qual fazia um uso muito inteligente e particular dentro da situação clínica, amenizando o impacto das dolorosas verdades existenciais sobre seus pacientes, entremeando-as com humor, metáforas e uma fina sensibilidade para com os mesmos.

Durante sua infância, Winnicott pouco tempo passava com seu pai, que permanecia muito pouco tempo em casa, deixando seufilho rodeado por mulheres, das quais recebia muito carinho e atenção, desenvolvendo um conhecimento incomum a respeito de suas vidas e preocupações particulares. Talvez por essa razão, Winnicott escreveu muito pouco sobre a figura paterna; a maior parte do seu trabalho é centrada na relação materno-infantil. Dentre as contribuições importantes criadas por Winnicott para compreender a relação...
tracking img