William shakespeare

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 32 (7918 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Linguística Estrutural

Letras
Prof. ª Gláucia da Silva Lobo Menezes

Gláucia da Silva Lobo Menezes

LINGUÍSTICA ESTRUTURAL
Educação a Distância

2

SUMÁRIO
APRESENTAÇÃO 1 2
2.1 2.2 2.3 2.4 2.5

3 5 7
8 9 10 11 11

A PRIMEIRA ARTICULAÇÃO DA LINGUAGEM A MORFOLOGIA DESCRITIVA
ALOMORFIA MORFEMA ZERO {Ø} HOMOFONIA CUMULAÇÃO OU AMÁLGAMA REDUNDÂNCIA

3
3.1 3.2 3.3 3.4 3.5 3.6

TIPOS DE MORFEMA: SUACLASSIFICAÇÃO
MORFEMAS ADITIVOS MORFEMAS SUBTRATIVOS MORFEMAS ALTERNATIVOS MORFEMAS REDUPLICATIVOS MORFEMA DE POSIÇÃO (OU MORFEMA TÁTICO) MORFEMA ZERO (Ø)

13
17 18 18 19 19 20

4 5 6
6.1 6.2

GRAMÁTICA GERATIVO-TRANSFORMACIONAL (DE NOAM CHOMSKY) AS RELAÇÕES SINTAGMÁTICAS TEORIA NA PRÁTICA
EXERCÍCIOS GABARITO

21 26 33
33 36

REFERÊNCIAS

43

3

APRESENTAÇÃO
A linguagem humana, nosso objeto decomunicação, possui uma

característica bastante relevante, que é exclusiva dela e que a diferencia da linguagem animal – a dupla articulação da linguagem. Isso quer dizer que a linguagem, os elementos que a estruturam – as palavras – são divididos em duas partes integrantes da língua, que podem (e geralmente são) estudadas com mais detalhes

separadamente: os morfemas, conceituados como a primeiraarticulação da linguagem, aquela que é responsável pela significação da língua; e os fonemas, elementos que constituem a segunda articulação da linguagem e são responsáveis pela distinção dos elementos da língua. A segunda articulação, isto é, aquela que diz respeito aos fonemas, costuma ser estudada primeiramente. Fonemas são os sons da linguagem, os elementos distintivos da língua, as unidadesmínimas do plano de expressão, sendo desprovidos de sentido. Contudo, contribuem para distinguir vocábulos e, quando combinados, formam palavras significativas. Por exemplo, se analisarmos as palavras “fala” e “mala”, perceberemos que o que as diferencia são os fonemas (os sons) /f/ e /m/, que sozinhos não possuem sentido, mas quando combinados com os outros fonemas /a/ e /l/ formam palavras, cadauma com um sentido específico, dependendo do primeiro fonema que as constitui e que as distingue. Após um estudo mais detalhado dos fonemas, parte-se para o estudo da primeira articulação da linguagem, ou seja, dos morfemas. O morfema, também chamado de signo mínimo, é a unidade mínima do plano de conteúdo, isto é, é a unidade mínima significativa da língua, a menor parte a qual chegamos aodividirmos os elementos lingüísticos, sem perder o significado. Exemplificando, na palavra “pata”, há duas formas mínimas dotadas de significado: {pat-}, que pode significar membro inferior de animais ou fêmea do animal “pato”, e {-a} que no sentido de membro é uma vogal temática nominal e no sentido da fêmea significa e/ou indica o gênero feminino. André Martinet (1970), um dos autores que trata da duplaarticulação da linguagem, diz, em síntese, que os morfemas são unidades significativas e os fonemas,

4

unidades distintivas. A união dessas duas articulações forma a base estrutural de nossa língua. A disciplina Linguística Estrutural terá como foco o estudo da primeira articulação da linguagem, aquela que diz respeito às unidades mínimas significativas da língua, os morfemas; abordaremosalgumas particularidades desses elementos. Todavia, também trataremos de mais dois temas, não menos importantes e que, inclusive, estão relacionados ao estudo inicial dos morfemas, que são as relações sintagmáticas e novamente o tipo de gramática Gerativo-Transformacional.

5

1 A PRIMEIRA ARTICULAÇÃO DA LINGUAGEM
Assim como já foi dito na apresentação, a primeira articulação da linguagem éconstituída pelos morfemas ou unidades mínimas significativas. São as menores partes a que chegamos dividindo um vocábulo, sem que se percam os seus significados. Usando como exemplo a palavra “falávamos”, veremos que há quatro morfemas: FAL+Á+VA+MOS. Nessa divisão, restam quatro unidades significativas: {fal} que diz respeito à fala, ao discurso, {-á-} significando a vogal temática que indica, no caso,...
tracking img