Wikipediaenciclopedia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2670 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Peter Paul Rubens
Origem: Wikipédiaenciclopédia , a livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Peter Paul Rubens |
Auto-retrato de 1639, Kunsthistorisches Museum |
Nascimento | 28 de Junho de 1577
Siegen, Vestfália |
Morte | 30 de Maio de 1640 (62 anos)
Antuérpia, Países Baixos Espanhóis |
Ocupação | pintor e diplomata |
Movimento estético | Barroco |
Peter Paul Rubens (Siegen, 28 deJunho de 1577 — Antuérpia, 30 de Maio de 1640) foi um pintor flamengo inserido no contexto do Barroco.
Além de manter um grande estúdio em Antuérpia que produziu muitas pinturas populares entre a nobreza e os colecionadores por toda a Europa, Rubens foi humanista de educação clássica, um colecionador e um diplomata, e foi elevado ao título de cavaleiro por Filipe IV da Espanha e Carlos I deInglaterra.
Índice * 1 Biografia * 1.1 Primeiros anos * 1.2 Itália (1600–1608) * 1.3 Antuérpia (1609–1621) * 1.4 O Ciclo Maria de Médici e as missões diplomáticas (1621–1630) * 1.5 Últimos anos * 2 Arte * 3 Galeria * 4 Referências * 5 Ver também |
Biografia
Primeiros anos
Rubens nasceu em Siegen, na Vestfália, de Jan Rubens e Maria Pypelincks. Seu pai, umcalvinista, e sua mãe fugiram de Antuérpia para Colônia em 1568, por causa do crescente tumulto religioso e das perseguições aos protestantes durante o reinado do Duque de Alba nos Países Baixos Espanhóis. Jan Rubens se tornou um conselheiro jurídico (e amante) de Ana da Saxónia, a segunda esposa de Guilherme I de Orange, e se assentou na corte dela em Siegen em 1570. Após Jan Rubens ter sido preso porcausa do relacionamento, Peter Paul Rubens nasceu, no ano de 1577. A família retornou para Colônia no ano seguinte e, em 1589, dois anos após a morte de Jan, ele e sua mãe se mudaram novamente para Antuérpia, onde ele foi criado como um católico. A religião apareceria de forma proeminente na maior parte de sua obra e Rubens iria se tornar uma das principais vozes da pintura na Contra-Reformacatólica[1].
Em Antuérpia, Rubens recebeu uma educação humanista, estudando latim e literatura clássica. Aos quatorze, ele começou o seu aprendizado artístico com Tobias Verhaeght. Subsequentemente, ele estudou sob dois dos principais pintores da cidade na época, o artistas do final do período maneiristas Adam van Noort e Otto van Veen[2]. Começou com Adam van Noort, depois Tobias Verhaeght e finalmenteOtto van Veen, que exerceu sobre ele a maior influência. Foi Van Veen que fez nascer em Rubens uma grande admiração pela Itália e pela cultura latina clássica. Isso marcou toda a sua obra e o fez servir aos reinos latinos católicos mesmo sendo germânico filho de pai protestante.
Muito de seu treinamento inicial envolveu copiar as obras de artistas anteriores, como as xilogravuras de HansHolbein, o Jovem e as gravuras de Marcantonio Raimondi baseadas em Rafael. Rubens completou a sua educação em 1598, quando então entrou para a Guilda de São Lucas como um mestre independente[3].
Itália (1600–1608)

Retrato equestre do Duque de Lerma
Museu do Prado, em Madrid.
Em 1600, Rubens viajou para a Itália. Ele parou primeiro em Veneza, onde ele viu as pinturas de Ticiano, Veronese eTintoretto, antes de assentar em Mântua, na corte do duque Vincenzo I Gonzaga. As cores e as composições de Veronese e Tintoretto tiveram um efeito imediato sobre as pinturas de Rubens e seu estilo posterior, mais maduro, foi profundamente influenciado por Ticiano[4]. Com o apoio financeiro do duque, Rubens viajou a Roma passando por Florença em 1601. Lá, ele estudou grego clássico e a arte romana,copiando obras dos mestres italianos. A escultura helenística "Laocoonte e seus filhos" teve uma influência especial sobre ele, assim como a arte de Michelângelo, Rafael e Leonardo da Vinci[5]. Ele também foi influenciado pela recente - e fortemente naturalística - obra de Caravaggio. Ele posteriormente fez uma cópia de uma obra dele, "O Enterro de Cristo", e recomendou ao seu patrocinador, o duque de...
tracking img