Vivendo e aprendendo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1094 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ASSENTAMENTOS DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SÃO BENEFICIADOS COM A OFERTA DE CURSO TÉCNICO EM AGROPECUÁRIA


A Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, em parceria com Instituto Nacional de Colonização de Reforma Agrária (INCRA), a Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura de Mato Grosso do Sul (FAPEM)S, o Centro de Educação profissional de Aquidauana (CEPA), aPrefeituras Municipais de Sidrolândia, Maracaju, rio Brilhante, Nioaque, Jardim, Ponta Porã, Dourados, Aral Moreira e os Movimentos Sociais: Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Mato Grosso do Sul (FETAGRI/MS), a Comissão Pastoral da Terra (CPT/MS), o Movimento das Mulheres Trabalhadoras Rurais (MMTR/MS), o Projeto: “Curso Técnico em Agropecuária – Área Profissional: Agropecuária –Educação Profissional de Nível Técnico”.






O curso foi implantado com o objetivo de proporcionar habilitação técnica de nível médio aos moradores de assentamentos de Reforma Agrária do INCRA; fortalecer o desenvolvimento sustentável dos assentados; incentivar a agricultura familiar como meio de subsistência e produção de renda bem como a permanência das famílias no campo; estabelecerparcerias com instituições públicas em âmbito nacional, estadual e municipal, assim como com entidades de classe e movimentos sindicais para oferecer cursos e promover as melhorias nos assentamentos; oportunizar a participação de estudantes universitários em projetos de ensino e extensão; adquirir a prática da produção com base na agroecologia e orientar social e profissionalmente o jovem e o adultodos assentamentos rurais, para a vida, em vista de sua participação numa sociedade democrática.



No âmbito da UEMS, o Projeto: Curso Técnico em Agropecuária encontra-se localizado na Divisão de Educação Profissional, órgão vinculado à Pró-Reitoria de Ensino/UEMS, e está sob a coordenação geral da Profª MSc Maria José de Jesus Alves Cordeiro, Pró-Reitora de Ensino da UEMS e davice-coordenadora, Profª Maura Ferreira Alves, responsável pela Divisão de Educação Profissional. As atividades do Pólo de Sidrolândia e Maracaju estiveram sob a coordenação do Eng. Agr. Dr. Antônio Corrêa de Oliveira Filho e as do pólo de Dourados sob a coordenação do Eng. Agrônomo Gérson Zilli Kruger.



As ações deste curso são desenvolvidas mediante recursos provenientes do Programa Nacionalde Educação na Reforma Agrária (PRONERA) do INCRA/Nacional, além de contar com a colaboração de instituições como o IDATERRA, a EMBRAPA, o IAGRO, o CREA/MS e as Escolas Agrícolas.





O ato de Autorização de Funcionamento do referido curso foi concedido através do Parecer CEE/MS n.º 465/02 e da Deliberação CEE/MS n.º 6865, de 18 de dezembro de 2002, publicado no Diário Oficial doEstado n.º 5915, página 11, de 05/02/2002, e, posteriormente republicado, por apresentar incorreções, no Diário Oficial do Estado de Mato Grosso do Sul n.º 5951 de 06/03/2003 página 01.


As aulas tiveram início no dia 03 de abril de 2003 e foram matriculados 182 (cento e oitenta e dois) alunos distribuídos em três pólos, quais sendo: Sidrolândia – Assentamento Capão Bonito II, Maracaju –Assentamento Santa Guilhermina e Dourados – Assentamento Lagoa Grande. Os Assentamentos beneficiados foram: Jibóia, Terra Solidária, Vista Alegre, Capão Bonito I e II, Santa Terezinha, São Pedro, Valinhos, Bonsucesso, Triângulo, Taquara, Andalúcia, Colônia Conceição, Uirapuru, Padroeira do Brasil, Guardinha, Santa Guilhermina, Itamarati, Lagoa Grande, Amparo, Santa Catarina, Corona, Boa Vista, NovaEra e Dorcelina Folador.
___________________________________________________________________
FOTOS DO PÓLO DE SIDROLÂNDIA

Prédio Pólo de Sidrolândia / Alojamentos, Cozinha, Banheiros, Almoxarifado e Sala Ambiente




















































































Dia...
tracking img