Viscosidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1280 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO
CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE DO ESPÍRITO SANTO
CURSO DE ENGENHARIA QUÍMICA








Andressa Martins Ferreira
Letícia Frigério Cremasco
Luana Seidel Albuquerque










EXPERIÊNCIA 03: VISCOSIDADE INTRÍNSECA






Relatório apresentado àdisciplina de Físico-química, sob supervisão da Professora Gilmene Bianco.








São Mateus
2010


RESUMO

Foi realizado um experimento com a finalidade de obter-se a viscosidade do polímero poliacrilamida com distintas concentrações, diluídas a partir de uma solução padrão. Efetuando o procedimento de cronometrar duas vezes o escoamento de cada solução no viscosímetro parater um resultado da viscosidade mais precisa.


INTRODUÇÃO

O estudo da viscosidade de polímeros tem grande importância. Na indústria, por exemplo, polímeros são utilizados em diversos setores como o alimentício e farmacêutico. Já do ponto de vista molecular o estudo da viscosidade de um polímero é importante pois ele torna possível a obtenção de diversas informações sobre o polímero,como o tamanho da cadeia, sua massa molecular.
A viscosidade é uma propriedade característica dos líquidos e gases reais que se caracteriza pela medida da resistência ao escoamento que um fluído oferece quando se encontra sujeito a um esforço. È uma propriedade que está relacionada com as forças intermoleculares de modo que se algum outro tipo de soluto for adicionada à um solvente, este vaide alguma forma interferir na viscosidade total da solução. Tal alteração depende de cada soluto e ela é medida de diversas formas.

A relação entre a diferença da viscosidade de uma solução diluída e a de um solvente, fornece-nos e chamada viscosidade específica (η sp):


η sp = (η – η0)/ η0
η sp = η/ η0 – 1(1)


Já a relação
ηr ’ η/ η0 (2)
é chamada viscosidade relativa.


Podemos obter os valores de viscosidade utilizando um equipamento conhecido como viscosímetro capilar. A partir dos valores de densidade de um líquido (ρ) edo tempo (t) que ele leva para escoar no viscosímetro conseguimos calcular sua viscosidade segundo a equação:


η= k ρ t (3)


onde k é a constante do viscosímetro.

Com isso, podemos perceber que para calcular a viscosidade relativa não é necessário conhecer a constantedo viscosímetro nem a densidade da solução e do solvente (considerando que para a diluição esses valores são significativamente próximos)
Outra relação que podemos obter é a da viscosidade e concentração, ηred:

ηred = ηsp /c (4)

A partir da extrapolação da viscosidade reduzidapara zero, obtemos a viscosidade intrínseca:


[η] = lim (ηsp/c) (5)
(c→0)

De posse do valor da viscosidade intrínseca pode-se utilizar a equação de Staudinger- Mark- Houwink,[η]=K MMa (6)






PROCEDIMENTO


A partir de uma solução estoque de polímero (poliacrilamida) de 0,001g/mL de concentração, previamente preparada, foram feitas outras cinco soluções de diferentes concentrações. Tais soluções foram preparadas em balões volumétricos de 50 mL, sendo as quantias necessárias, da...
tracking img