Virtude segundo a concepção artistotélica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (293 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
virtude segundo a concepção Artistotélica

Virtude, conforme Aristóteles, é aquilo que completa de forma excelente a natureza de um ser: enquanto para um pássaro a virtudepode ser voar depressa, para o homem a virtude será agir conforme a razão. Existem, porém, dois tipos de virtude apontadas pelo filósofo: a moral(phrônesis) e aintelectual(sophia).

A primeira deve-se à ação, em resultado do hábito. Já a segunda se explica pelo intelecto, o aprendizado, a qual se adquire com experiência e tempo. Paraadquirirmo-as, deve-se o exercício. É por tais razões que deve-se atentar para a qualidade dos atos praticados, pois nossas disposições morais correspondem às diferenças entre nossasatividades. Com efeito, os atos que determinam tais disposições. Assim, deve-se estudar a natureza dos atos.

A excelência moral se relaciona com prazer e sofrimento, os quaisinfluenciam a tomada de ações.Uma ação pode ser considerada justa quando realiza o equilíbrio das virtudes morais e quando alcança as virtudes intelectuais. O objetivo da açãomoral é a justiça, assim como a verdade é o objeto da ação intelectual. Em suma, a justiça configura o exercício de todas as virtudes.

A prática da virtude não se confundecom um mero saber técnico, exige-se consciência do ato virtuoso. Para Aristóteles, existem três condições para que um ato seja virtuoso: o homem deve ter consciência dajustiça de seu ato, a vontade deve agir motivada pela própria ação e deve-se agir com inabalável certeza da justeza do ato. Para tal, as virtudes são disposições que se alcaçam aolongo do tempo, e que para seu alcance o homem deve sempre realizar o melhor de si. Assim, o homem deve sempre buscar aperfeiçoamento contínuo, para alcançar a felicidade.
tracking img