Violencia praticada nos centros urbanos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1548 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO

SERVIÇO SOCIAL

GISELLY GÉSSICA VIEIRA ALVES

O CONFLITO DO ADOLESCENTE COM AS LEIS

Trabalho apresentado ao Curso SERVIÇO SOCIAL da UNOPAR
Universidade Norte do Paraná,TrabalhoInterdisciplinar
professores orientadores: Lisnéia, Márcia, Sérgio e Adarly.

SETE LAGOAS

2011

GISELLY GÉSSICA VIEIRA ALVES

O CONFLITO DO ADOLESCENTE COM AS LEIS

Trabalho apresentado ao Curso SERVIÇO SOCIAL da UNOPARUniversidade Norte do Paraná,Trabalho Interdisciplinar
professores orientadores: Lisnéia, Márcia, Sérgio e Adarly.

SETE LAGOAS
2011

INTRODUÇÃO:

A seguir tentaremos identificar os problemas que levam os adolescentes a cometerem delitos e se envolverem emviolências assim infringindo as leis e entrando em conflito.

Iremos abordar a responsabilidade da escola e da família nesse contexto o que deverá ser feito e as causas que levam o adolescente a cometer tantos delitos.

Do ponto de vista normativo há necessidade que imediatamente seja regulamentado no Brasil o processo de execução das medidassocioeducativas, levando em conta a educação, a estrutura familiar e o resgate de valores no combate a criminalidade e na execução das medidas socioeducativas.

O CONFLITO DOS ADOLESCENTES COM AS LEIS.

A violência praticada nos centros urbanos, diariamente exibida pela imprensa, tem preocupado pesquisadores de diferentes áreas, no sentido de se estudar seusprocessos, bem como de desenvolver tecnologias e estratégias capazes de reverter o quadro de criminalidade.

Em um número considerável das ocorrências policiais, os adolescentes aparecem como autores.

Através de vários textos lidos, de debates e estudo sobre o adolescente podemos perceber que a cada dia cresce mais a violência e entre as pessoase que o adolescente por sua vez tem uma grande parcela de culpa nesse contexto, uma vez que é muito grande o número deles envolvidos em criminalidade.

Muitas são as causas desse conflito, ou seja, a população infanto-juvenil constitui um dos segmentos mais prejudicados pelos problemas socioeconômico-culturais do país e isso faz com que muitos adolescentes que vem defamílias desestruturadas, pais separados, desempregados, o baixo nível de escolaridade, enfim são várias as motivações que arrastam os jovens para a criminalidade e violência.

Esse é um dos grandes e mais urgentes desafios para a superação da situação na qual eles se encontram.

Segundo Meneghel, Giugliani e Falceto (1998) o assassinato deadolescentes, supostamente delinqüentes, pode estar relacionado à violência estrutural, na qual a sociedade lhes nega o social possível. A face repressiva do Estado é quase a única que esses jovens conhecem, sendo que a violência organizada dos grupos de narcotráfico lhes possibilita realizar seus sonhos de afirmação, heroísmo e consumo, possibilitando vantagens imediatas (MENEGHEL; GIUGLIANI;FALCETO, 1998

O conhecimento de quais fatores de risco ou de proteção influenciam ou protegem jovens de apresentar comportamentos agressivos, e como tais fatores poderiam acarretar em infrações à lei, ou diminuí-las, é fundamental para se propor projetos de intervenção e prevenção.

A socialização de tais adolescentes e, principalmente, a prevenção...
tracking img