Violencia no transito

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1757 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Violência é um comportamento que causa intencionalmente dano ou intimidação moral a outra pessoa, ser vivo ou dano a quaisquer objetos. Tal comportamento pode invadir a autonomia, integridade física ou psicológica e mesmo a vida de outro. É o uso excessivo de força, além do necessário ou esperado.[1] O termo deriva do latim violencia (que por sua vez o amplo, é qualquer comportamento ou conjuntode deriva de vis, força, vigor); aplicação de força, vigor, contra qualquer coisa.
Assim, a violência diferencia-se de força,[2] palavras que costuma estar próximas na língua e pensamento quotidiano. Enquanto que força designa, em sua acepção filosófica, a energia ou "firmeza" de algo, a violência caracteriza-se pela ação corrupta, impaciente e baseada na ira, que convence ou busca convencer ooutro, simplesmente o agride.
Existe violência explícita quando há ruptura de normas ou moral sociais estabelecidas a esse respeito: não é um conceito absoluto, variando entre sociedades. Por exemplo, rituais de iniciação podem ser encaradas como violentos pela sociedade ocidental, mas não pelas sociedades que o praticam.
CASOS de pessoas que perdem a calma e partem para a agressão são cada vezmais comuns nos noticiários do mundo todo. Somando-se a incidentes em supermercados (onde consumidores com carrinhos brigam por um lugar na fila) e ao telefone (quando quem está do outro lado da linha interrompe a ligação e coloca a pessoa na espera), o que causa preocupação especial na Grã-Bretanha são os episódios de agressão e violência no trânsito.

Estes últimos se tornaram tão comunsque, segundo um relatório de 1996 sobre os hábitos ao volante na Grã-Bretanha, haviam atingido “proporções epidêmicas, quase que a metade dos motoristas tendo sofrido algum tipo de agressão ou insulto no decorrer do último ano”. Uma pesquisa realizada pela Associação Automobilística foi ainda mais longe e revelou que “nove entre dez motoristas afirmam ter sofrido algum tipo de agressão no trânsito”.Curiosamente, segundo a mesma pesquisa, “apenas seis entre dez [motoristas] admitem ter perdido a calma ao volante”.
O que é que irrita os motoristas? Se você for agredido, o que poderá fazer para proteger-se? O que fazer quando o outro dirige de uma maneira que o irrita? À medida que as agressões no trânsito se tornam cada vez mais comuns no mundo todo, como lidar com essa situação?

Causase efeitos

Condutores agressivos não são novidade. O poeta inglês Lord Byron foi um dos pioneiros. Em 1817, ele escreveu uma carta em que conta uma altercação que teve na estrada. Segundo ele, o outro fora “grosseiro” com o cavalo de Byron, de forma que o poeta desferiu-lhe um soco no ouvido.
Na maioria dos países, à medida que aumenta o número de veículos nas estradas, aumenta também afrustração dos motoristas. Foi na década de 80 que jornais americanos cunharam a expressão “road rage” (raiva nas estradas) para descrever o que levava motoristas a partir para a violência. Embora não constitua crime em si, esta expressão descreve muito bem o sentimento que faz com que muitos motoristas (irritados com a maneira de outros dirigirem) partam para a violência.
Hoje, muitos motoristas sópensam no seu lado. Os estudiosos dos hábitos ao volante concluem que “os que agem com violência ou agressão quase sempre acham que são as vítimas inocentes do comportamento anti-social de outros”, diz o The Times, de Londres. Não importa que loucuras o motorista faça com o veículo, ele sempre acha que está com a razão. Mas quando é o outro que comete a menor infração de cortesia no trânsito, osangue sobe.
A crescente cultura das drogas, tão difundida entre os jovens, agrava o problema. Segundo um consultor hospitalar, dirigir sob o efeito da cocaína é “comparável a dirigir alcoolizado”. Muitos motoristas que usam drogas superestimam sua habilidade ao volante; assim, alguns dirigem a velocidades perigosas, ao passo que outros não conseguem avaliar bem as situações, dirigindo de forma...
tracking img