Violencia contro o idoso

VIOLÊNCIA CONTRA O IDOSO

INTRODUÇÃO

A idade avançada traz consigo mudanças significativas na vida do idoso e dos familiares, os quais não afetam somente os aspectos físicos decorrentes da fragilidade e vulnerabilidade própria do estado fisiológico, mas também ocasionam novos agravos vivenciados pelos idosos na sociedade contemporânea, em potencial, acrescente violência social contra eles. A violência contra os idosos é um fenômeno que tem se agravado gradativamente evidente dentro do atual processo de envelhecimento populacional mundial, e essa violência geralmente tem uma grande relação com o poder exercido pelos mais jovens sobre este. Dentre os fatores que tem gerado os maus-tratos contra a pessoa idosa podemos destacar as mudanças no perfildas famílias brasileiras, as quais vivenciam as transformações de seus valores e tradições ao longo dos anos. Estudos apontam que esse fenômeno tem crescido especialmente nas áreas urbanas das metrópoles.
Ao abordar o tema violência contra o idoso, percebe-se que é o avesso dos direitos consagrados do Estatuto da Pessoa Idosa, por isso, os parâmetros dessa discussão sãoa cidadania, a saúde pública, a promoção da saúde e qualidade de vida. Desta forma, quando falamos de violência referimo-nos ações e omissões que contrariam os direitos e a incapacidade dos países em garantir uma vida digna aos seus idosos.

TIPOS DE VIOLÊNCIA CONTRA IDOSOS

Quando se fala em violência contra o idoso muitas pessoas pensam logo em espancamentos,torturas, privações e aprisionamento (que infelizmente são comuns), mas para além destas existem muitas outras situações de violência que são complexas, de difícil diagnóstico e prevenção.
A violência ou negligência pode ocorrer com qualquer idoso, em qualquer relacionamento, incluindo aquele que há expectativa de confiança ou onde alguém ocupa uma posição de poder ouautoridade A violência psicológica é o tipo mais comum e engloba humilhação, discriminação e ameaças. Mas as ocorrências contra os maiores de 60 anos também incluem agressões físicas, uso indevido do dinheiro do idoso, negligência, abandono e até mesmo a violência sexual. Os agressores mais freqüentes dos idosos são os seus cuidadores, muitas vezes, familiares próximos. Na grande maioria dos casos oagressor é o companheiro (a) ou os seus próprios filhos; porém, podem incluir também amigos, vizinhos, proprietários, cuidadores pagos, ou qualquer indivíduo em posição de poder, confiança ou autoridade. Para o idoso a violência acontece como uma quebra de expectativa positiva dos idosos em relação às pessoas e instituições que os cercam (filhos, cônjuge,parentes, cuidadores e sociedade em geral).
Segundo o Ministério Público a violência contra o idoso cresce em proporções alarmantes, pois 12% dos idosos sofrem algum tipo de violência, e os principais agressores encontram-se no ambiente familiar, 33,33% cometida geralmente por filhos homens biológicos. Já a negligência fica com 32,35%, seguida pela violência financeira queé de 29,42% são as que mais acometem quem tem idade superior a 60 anos. Em relação à violência financeira, quase 30% das vítimas são as mulheres com idade de 80 anos ou mais. Os tipos de violências referidas são:
Violência Física
Causada com intenção de provocar dor, ferimento e coerção física;
Violência Psicológica
O ato ou ação de infringir pena, dor ou angústia mental, através de expressõesverbais e não verbais;
Violência Financeira
Quando há exploração imprópria, ilegal e/ou uso sem autorização do idoso de recursos materiais;
Violência Sexual
Quando ocorre assédio e/ou ato sexual sem o consentimento do idoso;
Negligência
Quando há esquecimento ou falha em providenciar a assistência das necessidades básicas do idoso: cuidados com a saúde em geral, alimentação, medicamentos,...
tracking img