violencia contra mulher

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4187 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de maio de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
MULTIVIX – CAMPUS SÃO MATEUS
CURSO DE SERVIÇO






CECILIA GONÇALVES DE ARAUJO
CLARA NUNES PEREIRA
MARINALVA BRITO DE QUEIROS RONCHI
VERONICA PERUCHI




































SÃO MATEUS
2014
SUMÁRIO

1
INTRODUÇÃO..............................................................................
2
1.1
JUSTIFICATIVA DOTEMA...............................................................
7
1.2
OBJETIVOS.......................................................................................
8
1.2.1
Objetivo geral................................................................................
8
1.2.2
Objetivos específicos......................................................................
8
1.3
FORMULAÇÃO DOPROBLEMA......................................................
8
1.4
METODOLOGIA................................................................................
10
1.5
TEMA.................................................................................................
11
1.6
CAPÍTULO II - DA ASSISTÊNCIA À MULHER EM SITUAÇÃO DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA EFAMILIAR............................................
12



2
CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO...........................................
13



3
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS.......................................
14

1 INTRODUÇÃO

As diferenças de gênero homem, mulher que permeiam a sociedade são datadas desde antes de Cristo, quando no paraíso Eva comeu o fruto proibido e foi responsável pela expulsão dela e de seu companheiro Adão doJardim do Édem.

O homem respondeu: “A mulher que me deste por companheira deu-me o fruto e eu comi”. (GENESEIS, cap. 3-12).

No caso da figura de EVA, A VERSÃO bíblica opões a idéia da criação do homem e da mulher a sua imagem e semelhança. Como Eva teria surgido da costela do homem, Adão. Sua origem divina é negada, ficando caracterizada sua condição de ser humana imperfeito e inferior, expostaao mal e submissa ao homem.(SILVA, 1992, p. 71).

Ao longo da história da humanidade, homens e mulheres ocuparam papéis distintos na sociedade e na família. A mulher rotulada como sexo frágil a qual deveria ser subordinada ao marido.

Nas relações de gênero construídas socialmente, as divisões de tarefas como serviço em casa, ajeitar torneira, botar feira em casa, consertar a cerca é serviçode homem. As mulheres cabiam os serviços de casa como limpar e cuidar dos filhos (MAGALHÃES, 2000, p. 81).

Essas divisões de papeis sociais, por diversas vezes foram demarcadas, sobretudo pela religião. Quando fugiam dos padrões da época eram perseguidas.

Na idade Média as guerras ocupavam os homens e com ausência deles as mulheres assumiam os comandos dos negócios. Mesmo assim, eramconsideradas frágeis e dependentes dos cavaleiros andantes. Foi também na Idade Média que as mulheres foram perseguidas. Todas que vieram sozinhas ou revelassem conhecimentos e poderes de cura (ofício masculino) ou assumissem funções públicas como foi o caso de Joana D’arc, no comando do exército Frances com os ingleses na Guerra dos Cem Anos, eram acusadas de feitiçarias pela Inquisição, no processo decaçada as bruxas, e queimadas na fogueira (MAGALHÃES, 2000, p. 84).

Com a Revolução Industrial, o mundo mudou o modo de produção social também mudam, as mulheres deixam seus lares e começam a complementar a renda da casa, seus salários eram menores que os dos homens.

Nos primeiros momentos da transição do feudalismo para o capitalismo, o papel da mulher de mãe, esposa e dona de casa aindaperdurava até que com a Primeira e Segunda Guerra Mundial elas foram empurradas para produção sentiam de forma contundente a exploração em jornadas de trabalho excessivas e salários menores (MAGALHÃES, 2000, p. 84).

Ajudar na renda familiar torna-se um grande passo para que a mulher busque seu lugar na sociedade. Elas estão começam a se organizar em associações e se fortalecem para conquistas....