Viole3ncia domestica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3138 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
DOSSIER
SAÚDE DOS IDOSOS

Idoso e condução
INÊS SAYANDA*

RESUMO Os acidentes que envolvem condutores idosos ocorrem sobretudo em situações complexas onde há um maior risco de excesso de estímulos cognitivos, o que sugere que as limitações cognitivas constituem uma importante causa de sinistros. Modificações recentes na legislação tornaram o médico de família responsável pela avaliação dosidosos que pretendem renovar a carta de condução. Este trabalho procura rever os parâmetros físicos e mentais de avaliação obrigatória no exame médico a efectuar quando da renovação da licença de condução em Portugal, os instrumentos existentes e utilizados internacionalmente para proceder a tal avaliação e os problemas éticos e de relação médico-doente quando de um resultado impeditivo derenovação da carta. Palavras-chave: Carta de Condução; Idoso e Condução; Idoso; Condução.

INTRODUÇÃO
automóvel é o meio de transporte mais frequentemente utilizado pelos idosos, constituindo a possibilidade de conduzir um elemento chave na sua independência.1 Muitos idosos são seguros ao volante: utilizam com frequência estratégias adaptativas eficazes tais como a restrição da condução a pequenasviagens, num determinado raio da sua residência, por estradas conhecidas, e evitam conduzir à noite, durante as horas de ponta ou com más condições climáticas.2 Outros, porém, sofrem de alterações físicas, funcionais e cognitivas resultantes do processo de envelhecimento que podem influenciar os padrões de condução, a capacidade de conduzir e a segurança na estrada.2,3 Os acidentes que envolvemcondutores idosos ocorrem sobretudo em situações complexas onde há um maior risco de excesso de estímulos cognitivos, o que sugere que as limitações cognitivas constituem uma importante causa de sinistros.4 Ao avaliar o idoso que pretende renovar a licença de condução as dificuldades com que frequentemente o médico de família se depara são determi-

O

nar quem está apto a conduzir, quem tem maiorrisco de sofrer acidentes de viação, qual a intervenção adequada para diminuir esse risco e que instrumentos de avaliação utilizar. 5 Pretende-se, com este trabalho, rever os parâmetros físicos e mentais de avaliação obrigatória no exame médico a efectuar quando da renovação da licença de condução em Portugal, os instrumentos existentes e utilizados internacionalmente para proceder a tal avaliação eos problemas éticos e de relação médico-doente quando de um resultado impeditivo de renovação da carta.

MATERIAL E MÉTODOS
Efectuou-se revisão bibliográfica na base de dados MEDLINE/PubMed com as palavras-chave «driving licence», «driving», «driving and old adults», «guidelines for driving», procuradas em todo o texto. Limitou-se a pesquisa a artigos publicados nos últimos 10 anos, de livreacesso ao texto integral em inglês, francês, português, italiano e espanhol e relativos a pessoas com idade igual ou superior a 65 anos. A partir dos artigos encontrados considerados mais relevantes, pesquisou-se «artigos semelhantes». No final, seleccionaram-se 18 artigos para inclusão na revisão. Pesquisaram-se ainda, no sítio da Direcção Geral da Saúde, a legislação em vigor referente àavaliação clínica necessária para renovação de licença de condução e, no sítio da Direcção Geral de Viação, o relatório de sinistros referente ao ano de 2005.

Interna de Medicina Geral e Familiar do Centro de Saúde de Beja Texto elaborado sob orientação da Dr.a Cristina Galvão

O IDOSO E A CONDUÇÃO
Nos EUA e Canadá os grupos etários
Rev Port Clin Geral 2006;22:755-60

755

DOSSIER
SAÚDE DOSIDOSOS

que mais sofrem acidentes de viação são os adultos jovens (20-24 anos) seguidos dos adultos com idade igual ou superior a 65 anos. No que se refere à mortalidade são os idosos os mais afectados.6,7,8 Em Portugal, não foram encontrados dados referentes à incidência de sinistros por idade, mas, no ano de 2005, 46,2% dos mortos e 49,5% dos feridos graves nas estradas portuguesas eram...
tracking img