Vigia e punir

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1019 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INFORMAÇÕES COMPLETAS E AUSTERAS

A partir da necessidade da concretude das leis penais acontece o nascimento da prisão, pois como a sociedade é formada por um conjunto de sistemas, este se torna também imprescindível. “Classificando e separando” os seres de acordo graus estipulados (periculosidade, por exemplo) utiliza-se desse artificio de confinamento como forma de re-modelar os indivíduos,são métodos que visam “tornar” esses constituintes melhores para o organismo social fora desse estabelecimento que é a prisão, é como se fosse uma resignificância nos conceitos e atitudes para que esses seres retomem à vida dóceis, úteis e com valores como moral e ética, os quais antes não o pertenciam. A instituição prisão foi criada com este pensamento entre o fim do século XVIII e meados doséculo seguinte, trazendo intrinsecamente modelos de detenção penal como o de Gand, Gloucester e Walnut Street, tendo essa ideia de punição como uma tentativa de resgatar o ser, ou seja, através da dor e da falta de liberdade este passa a analisar os fatos e busca a modificação; nesse momento funda-se pois, a instituição judiciaria que é vigorada por uma legislação que controla/ domina o poder daconstituição, das penalidades, das arbitrariedades. Teoricamente falando se tem a ideia de igualdade, de justiça que representa a justiça, mas nem sempre esse fato é notório, afinal a raça humana passa a se aniquilar justamente por conta do poder, poder utilizado algumas vezes erroneamente ou mesmo a utilização dominadora desse mesmo poder; nesse porte a prisão age como penalidade nas sociedades, e oaparelho judiciário torna-se ao invés de autônomo, composto por outras instâncias e “poderes”. A prisão passa a ser tão perigosa quanto o individuo malfeitor fora dela, afinal é tentar recuperar uma vida, por exemplo, contabilizando dias, fato este que acarreta revolta não só por parte dos que estão sofrendo as perdas mas de toda uma sociedade, vindo a trazer enquanto questionamento a utilidade oumesmo inutilidade desse In Loco do cárcere. Será que a prisão transforma os indivíduos? Regenera-os? Atinge-se o progresso humano e psicológico? Questionamentos esses ainda sem respostas mas que pela necessidade imediata de recuperação de um sociedade corrompida não nos deia outra alternativa, a prisão, afinal esta ainda é a forma mais civilizada de penas, sendo desde o seu nascedouro umcorretivo, uma retirada da liberdade dos indivíduos na tentativa de modificação. Muitas são nomenclaturas e especificações dadas aos lugares apropriados a receberem esses seres retidos, como casa de correção, cadeia e penitenciária, cabendo a cada um desses lugares a detenção, individualização e intensidade especifica ao local e a “espécie” do individuo, relacionando-os as penalidades atribuídas de maisleves a mais graves. Tendo dois organismos em um (prisão-castigo, prisão-aparelho), alguns movimentos foram surgindo na tentativa de reformar esse estamento para o real cumprimento do encarceramento e funcionamento deste, sendo, portanto contemporânea à própria prisão. Algumas sociedades buscaram controlar e auxiliar no funcionamento das prisões: em 1818, “sociedade para a melhoria das prisões”;mais tarde, “sociedade das prisões”. Alguns inquéritos e providências também aconteceram em busca das mudanças e da asseguração da máquina-prisão. Enquanto punição legal, questão jurídico-politica, torna a prisão a cada dia mais um campo ativo que funciona a partir de projetos, remanejamentos, discursos, inquéritos, experiências e acima de tudo testemunhos, com a intenção de corrigir e disciplinar,mesmo que sendo de maneira exaustiva e super corretiva, ininterruptamente e intensamente agindo sobre o ser. Para que ocorra esta coerção, a prisão age a partir de alguns princípios: 1 - isolamento (a solidão enquanto instrumento da mudança – o individuo se arrepende com o cárcere). Nesse ponto há o questionamento sobre o sistema Auburn e o de Filadélfia de encarceramento, no qual o primeiro...
tracking img