Vida e obras de pepetela

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2219 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
REPÚBLICA DE ANGOLA
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

C.H-COLÉGIO HENRIQUES
PRÉ-UNIVERSITÁRIO E TÉCNICO



TRABALHO DE FAI

NOME: Elizangela Pessoa
Nº:06
TURMA:10E
CLASSE:10º
CURSO:GESTÃO EMPRESARIAL

DOCENTE:

INDICE

1-INTRODUÇÃO

2-DESENVOLVIMENTO
* -VALOR DA AMIZADE EM GRUPO
* -A IMPORTANCIA DA AMIZADE

3-CONCLUSÃO

INTRODUÇÃO

Terminada a infância, os filhosquerem mais é trocar de turma porque os pais e a família já não bastam como companhia para eles. Essa é a hora de eles começarem a conquistar vida própria, de iniciarem a construção de suas privacidades, de darem os primeiros passos rumo à independência e à liberdade possíveis do mundo adulto.

Mesmo que os filhos tenham um grupo de amigos que se frequenta desde muito cedo - o que tem ocorridobastante no mundo actual , é só a partir do início da adolescência que esse processo de estabelecimento de vínculos fora da família se consolida de fato.

Nunca é demais lembrar que a presença firme e tutelarar dos pais ainda é imprescindível na vida dos filhos acima de tudo por meio de palavras e condutas que orientam, limitam, impõem e reafirmam as regras e normas devida que são valorizadas noconvívio familiar. Ao mesmo tempo, é nessa fase que os pais devem iniciar o processo de substituição das imposições por propostas e sugestões naquilo que diz respeito à vida do filho.

Entretanto esse é um processo longo, que apenas tem sua largada nessa fase e deve terminar lá pelos 17 ou 18anos a fim de precipitar a autonomia e a maturidade. Agir com urgência ou impaciência e abortar o processoainda em andamento prejudica sua chance de bom termo.

Muitas coisas os jovens devem aprender com educadores escolares e pais nessa fase, e hoje vamos conversar a respeito de uma delas, que é c crucial para que eles tenham um norte nos relacionamentos que passam a ter com seus pares de geração: as relações de amizade. A respeito das relações de coleguismo e das impessoais e incidentais, falaremosem outra oportunidade. Num mundo em que se aponta a popularidade - ser conhecido por um grande número de pessoas como característica social das mais cobiçadas e reveladoras de prestígio, nada mais importante e necessário do que esse tema na educação.

Muitos factores têm contribuído para que os jovens tenham um conceito pouco sólido a respeito da amizade, já que quase todas as pessoas com quemeles se relacionam são chamadas de amigos. Talvez o mau hábito de pais e professores de, desde que a criança é bem pequena, nomearem como amigos todos os colegas de c lasse, de prédio ou de clube, por exemplo, tenha um grande peso nessa história. O fato é que eles não têm em conta como amigos apenas aqueles a quem eles querem bem e a quem têm grande consideração.

Então, eles precisam saber quenem todo relacionamento é de amizade.
Fazer amigos é uma escolha, se bem que viver sem amigos talvez torne a vida mais árdua do que já é ou, quem sabe, até impossível de ser vivida. Amigo não deixa de ser um recurso para fazer frente às vicissitudes da vida. E os jovens precisam aprender que tal escolha traz compromissos: de disponibilidade, de dedicação, de generosidade, de tolerância e delealdade, entre outros.

Fazer amigos ajuda a combater a ideologia consumista de nosso tempo, que pega tão pesado com os jovens, já que ter amigos subverte a lógica do consumo. Quem cultiva amizades entende que mais importante do que ter o poder de ter algo é ter alguém ao lado, poder contar com alguém.

Ao despedir-se da infância, o jovem se depara com uma grande empreitada: saber quem é,reconhecer o outro e suas diferenças e respeitá-lo. Essa é uma questão das mais importantes do início de adolescência, que acompanhará o jovem pelo resto da vida, pois as relações de amizade são um campo fértil de experimentações que contribuem de forma criativa para essas descobertas.
Tudo isso e muito mais os jovens podem aprender se pais e escolas, principalmente, contribuírem para que eles encarem...
tracking img