Vida e obra henri wallon

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (971 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Henri Wallon

PERFIL DO PSICÓLOGO
Henri Wallon nasceu na França, em 1879. Seu interesse pela psicologia manifestou-se na época em que terminava os estudos secundários.
Ele contou em entrevistaque sua inclinação pela psicologia foi uma questão de gosto, de curiosidade pessoal pelos motivos e razões que levam as pessoas a agir. Wallon foi criado em uma família de caráter humanista.
Aos 23anos, formou-se em filosofia pela Escola Normal Superior. Como professor da matéria no ensino secundário, discordava dos métodos autoritários empregados no controle disciplinar. Sua inclinação pelosocial manifestou-se por várias vezes . Em uma formatura de seus alunos fez questão de lhes advertir sobre a dívida social que tinham para com a sociedade, trabalhando, dava-lhes o privilégio defrequentar o ensino secundário.
A Wallon interessava discutir as possibilidades do materialismo dialético como método de análise e referencial epistemológico para sua psicologia. Deve-se, pois, separar oplano político do científico. O termo marxismo faz hoje pensar num sistema de governo, numa interpretação da Historia, num dogma. Isto tudo estava inteiramente fora do pensamento de Wallon. De Marx,ele ficou com o ideal de libertação e, no plano científico, conservou do marxismo não o ensino de um dogma e sim um método de análise.
Wallon também atuou na resistência francesa durante a ocupaçãonazista(1941-1944). Filiou-se ao Partido Comunista do qual era simpatizante. Manteve a ligação com o partido até o fim da vida. Contrário à sangrenta invasão de Budapeste, Wallon assinou com Pignon,Picasso e alguns outros, "a carta dos dez" que repudiava o ocorrido e cobrava a convocação de um Congresso extraordinário para que o partido revisse a posição de apoio então manifestada. Passou a viverna clandestinidade devido a perseguição da Gestapo (polícia política nazista ). Foi forçado pelo governo de Vichy, a interromper suas atividades acadêmicas. No entanto, não interrompeu sua atividade...
tracking img