Vida e consumo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (909 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Resenha do livro: VIDA PARA CONSUMO: A transformação de pessoas em
mercadoria, de Zygmunt Bauman
Por Roberta Nardi
“Talvez não exista pior privação, pior carência, que a dos
perdedores na lutasimbólica por reconhecimento, por
acesso a uma existência socialmente reconhecida, em
suma, por humanidade.”
– Pierre Bourdieu, Meditações pascalianas

Analisando as relações humanas a partir daótica do mercado consumidor,
Bauman discute em “Vida para Consumo” aspectos centrais do fetichismo que as
mercadorias passam a exercer sobre os consumidores, fazendo-os não só se sentirem,
masportarem-se como mercadorias. A facilidade de acesso à internet transporta o
processo de produção de informações para um patamar instantâneo, que vai desde o
simples ato de ler um jornal em formatoon-line até compras dos mais variados
produtos, realizadas com muito mais praticidade e segurança pelos exigentes clientes
“plugados”.
Com conteúdo totalmente relevante à realidade atual, o livroaborda a questão do
fenômeno das redes sociais que, numa onda avassaladora, apresentam-se como novos
canais de mediação das relações sociais. Hoje, através de comunidades on-line, são
estabelecidosnovos padrões de contato, novas formas de obter informações diversas e
estabelecer relações afetivas que transpõe a distância física, sendo suprida apenas pelo
simples toque da tela. Sobre estaótica, Bauman alerta para o problema da inabilidade
social cada vez mais presente na realidade de países imersos na era digital. Onde os
indivíduos após se acostumarem aos relacionamentos on-line,perdem sua capacidade
autêntica e espontânea de socialização.
De forma intrigante, o autor apresenta o modo como, nos dias atuais, as relações
sociais passam a ser mediadas pelo consumo. Consumo este,não necessariamente de
produtos, mas de hábitos, valores e aparências. Os indivíduos, a partir da exposição aos
padrões (de beleza, consumo, ideológico...) impostos pelo mercado, passam...
tracking img