Vida de mandela em slides

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1317 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Revisão da Apostila I – Volume 1
Prof. ª Maria Valéria Rodrigues

O Processo de “desnaturalização” da realidade.
• A Sociologia sempre foi uma disciplina presente em todas as escolas, entretanto, durante momentos de ditadura em nosso país, o ensino de Sociologia sofreu uma série de complicações.
• A Sociologia já esteve presente no currículo do Ensino Médio, visto que, acreditava-sena importância da disciplina para todos aqueles que necessitam entender e se situar na sociedade em que vivem. Porém, mesmo sendo de extrema importância, a Sociologia foi retirada do ensino por razões ideológicas e políticas.
• Sociologia: a ciência que estuda o homem e as suas relações na sociedade.

Construção do “olhar sociológico.”
• A base de qualquer olhar sociológico é ofato de ter uma visão de estranhamento da realidade, ou seja, deve-se desnaturalizar o olhar. O objetivo disso é tomar consciência de que o olhar jamais é neutro, nem natural, mas, sim, que está repleto de prenoções.

Existem basicamente dois tipos de “olhar”:

• Olhar do Senso Comum: No conhecimento comum que é uma forma válida de pensamento, mas não é o único possível.
OlharCientífico: No conhecimento científico, muitas vezes parte do senso comum para olhar a realidade, mas ele sempre vai além do senso comum.
• Como é adquirido?
O senso comum normalmente é o resultado das experiências que a pessoa vive nos seus ambientes próximos, exemplo: a família, os amigos, o bairro etc.
O resultado de um conhecimento científico é totalmente embasado em teorias queanteriormente foram devidamente comprovadas por cientistas.
Nosso olhar nunca é um olhar neutro, ele está sempre repleto dessas prenoções que vêm do senso comum. Para lançar um olhar sociológico é necessário afastar-se dessa forma, pois a Sociologia é uma ciência e não se faz ciência baseando-se no senso comum.

Problemas do Olhar de Senso Comum

O problema existente em olhar a realidade como Senso Comum seria a fragilidade de suas comprovações. Sem base científica aquilo que é verdade em um determinado lugar pode não ser em outro um pouco mais distante. O Senso Comum produz vários tipos de “olhares”, entre eles são:
a) imediatista: é simplista, ou seja, muitas vezes não é fruto de uma reflexão profunda e cuidadosa. Não tem preocupação em definir realmente as coisas.
b)superficial: se conforma com a aparência das coisas, como se pudesse comprovar somente por estar junto das coisas;
c) acrítico: não questiona o que é dito e simplesmente aceita;
d) cheio de sentimentos: marcado por emoções que normalmente tiram das pessoas sua objetividade;
e) cheio de preconceitos: conceitua antecipadamente as coisas, ou seja, a atitude de achar que já sabe sem entenderprofundamente uma coisa.

No caso da Sociologia, deve-se ter em mente que sempre será necessário fazer um esforço mental de procurar diferentes ângulos para conseguir aproximar-se da realidade. Afastar-se dos juízos de valor é um cuidado metodológico fundamental do estudante de sociologia para que ele possa entender as situações sociais.


O Homem é um ser Social?

O Homem enquanto  ser socialpartilha uma herança genética que o define como ser humano.

 A nossa estrutura cerebral permite-nos desenvolver a linguagem e interpretar os estímulos provenientes do meio.

É na capacidade de o ser humano se adaptar ao meio e de transmitir ás gerações seguintes as suas conquistas, é na sua capacidade de aprender que reside a linha que distingue o ser humano do animal.

O homem só se realiza comoPessoa na relação com os outros, relação essa que tem vários níveis e assume múltiplas formas: Universalidade; Sociabilidade e intimidade.  

Ao nível da intimidade a pessoa encara-se como um ser dotado de uma consciência de si, baseada na nacionalidade e nas emoções que, embora seja individual e interior, só se constrói com base em relações significativas com outros seres humanos...

Ao...
tracking img