Vida activa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1047 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Escola Secundária de Benavente

Vida Activa

Trabalho elaborado por:
Larissa Rosa nº15
Turma: 11ºC
Ano lectivo: 2011/2012

Disciplina: Educação Física
Data: 30/11/2011

1

Índice
Introdução ................................................................................................................................... 3
Vida activa – Uma necessidade actual............................................................................. 4
O exercício físico é, só por si, uma garantia de uma vida activa? ........................ 5
Benefícios da actividade física ............................................................................................. 7
Conclusão................................................................................................................................... 8
Bibliografia .................................................................................................................................. 9

2

Introdução
Este trabalho tem por objectivo relacionar a actividade física com a
saúde. Por tal, irá conter fundamentalmente informações sobre um estilo de
vida activa que, para além de englobar a saúde e aactividade física,
conterá também dicas e explicações de como uma alimentação saudável, o
repouso e a qualidade do meio ambiente também podem nos livrar de
alguns hábitos sedentários.

3

Vida activa – Uma necessidade actual
A

civilização

industrial,

em

que

o

trabalho

muscular

foi

progressivamente substituído por meios técnicos diversos que dispensam o
movimentocorporal, aumentou consideravelmente os

hábitos

de

vida

sedentários.
Este progressivo incremento da inactividade conduz à degradação
das estruturas locomotora, orgânica e perceptivo-cinética, com os seguintes
efeitos prejudiciais:
o Diminuição

do

rendimento

dos

sistemas

cardiovascular

e

respiratório;
o Diminuição dos níveis de força por atrofia da musculatura;
oRedução da mobilidade articular;
o Descalcificação dos ossos;
o Aumento significativo da massa gorda;
o Diminuição da capacidade reguladora do sistema nervoso;
O aumento da população nos centros urbanos e a adopção de um
estilo de vida muito desgastante potenciaram o aparecimento de vários
distúrbios de carácter fisiológico, morfológico e psicológico, com particular
destaque para as doençasde natureza degenerativa, nomeadamente as
cardiovasculares, que são a maior causa de morte nos países ocidentais.
A inactividade, o stress e a alimentação pouco cuidada também têm
sido factores determinantes para que uma parte muito significativa da
população apresente excesso de peso. No caso da juventude, este aspecto
tem vindo a agravar-se, se tivermos em consideração o forte impactoconsumista da publicidade alimentar, promovendo produtos cujo valor
nutricional
representar

é

exagerado.

um

maior

Ter
risco

excesso
de

de

adquirir

peso

quando

ainda

mais

jovem

cedo

pode

doenças

cardiovasculares.
4

O exercício físico é, só por si, uma garantia de uma
vida activa?
Para que o conceito de vida activa seja respeitado, énecessário que a
actividade física decorra em articulação estreita com os factores que se
lhe encontram associados – a alimentação, o repouso e a qualidade do
meio ambiente.
1. Alimentação
O organismo humano deve receber, regularmente e em quantidade
suficiente, os alimentos que fornecem os nutrientes responsáveis pela
formação

e

renovação

de

células

e

tecidos

(funçãoplástica),

pela

produção de energia (função energética) e pela manutenção do organismo
em equilíbrio e resistente às doenças (função reguladora).
Os alimentos podem dividem-se em cinco grupos – prótidos, lípidos,
glícidos, vitaminas e sais minerais, de acordo com os nutrientes que os
constituem:
Nutrientes
Função
Plástica

Lípidos

Glícidos

*

*

Vitaminas

Sais
Minerais

*...
tracking img