Viabilidade - mercado ecoturistico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1104 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Viabilidade da regi√o para o Ecoturismo

{

Unid.I- Mercado EcoturŒstico

Pr¡ticas em Ecoturismo

Ao se pensar o Ecoturismo como alternativa econômica para uma região turística, deve-se compreender este segmento, primeiramente, como uma forma de promover a conservação e a valorização dos recursos ambientais e turísticos.

Para viabilização do ecoturismo numa determinada região, deveseiniciar pelo inventário e análise dos recursos naturais e sua potencialidade como atrativo turístico para a estruturação do destino, com participação da comunidade local e mecanismos de promoção e comercialização dela

As Unidades de Conserva«√o concentram recursos que geralmente se constituem elementos singulares e carregam apelos motivacionais somente pelo fato de serem tituladas,tornandose, por si, atrativos de excepcional import¬ncia para o Ecoturismo.

1.Inventário, análise e controle do uso dos recursos naturais Verificar os recursos da regi√o e o potencial de atrair fluxos turŒsticos; Controlar seu uso(capacidade de suporte dos atrativos) Zoneamento; Manejo florestal; Envolvimento comunit¡rio Desenvolvimento de diretrizes para sua visita«√o.

UNIDADES DE CONSERVAߣO(UC)
a)

As unidades de conserva«√o integrantes do S.N.U.C. (Sistema Nacional de Unidades de Conserva«√o) dividem-se em dois grupos, com as seguintes categorias de manejo:

UnidadesdeProte«√o Integral
Iᾶ

Esta«√o Ecol‘gica Reserva Biol‘gica Parque Nacional Parque Estadual Monumento Natural Ref€gio de Vida Silvestre

II ᾶ Unidades de Uso Sustent¡vel

°rea de Prote«√o Ambiental °reade Prote«√o Ambiental Estadual °rea de Relevante Interesse Ecol‘gico Floresta Nacional Floresta Estadual Reserva Extrativista Reserva de Fauna Reserva de Desenvolvimento Sustent¡vel Reserva Particular do Patrim’nio Natural

O desenvolvimento do turismo em ¡reas protegidas pode gerar benefŒcios econ’micos em nŒvel local, regional e nacional que extrapolam a arrecada«√o advinda da cobran«a deingressos. °reas naturais protegidas por lei s√o a garantia que o segmento necessita para progredir porque assegura aos investidores e operadores turŒsticos que o recurso natural (principal atrativo) n√o corre perigo de depreda«√o .

b) Capacidade de suporte A capacidade de suporte, aplicada na pr¡tica, depende das condi«÷es da ¡rea, do n€mero e da qualidade dos equipamentos instalados, dos h¡bitosda vida selvagem e das popula«÷es locais. Seu objetivo … minimizar impactos negativos como descaracteriza«√o da paisagem, coleta e quebra de corais no mar, desmatamentos, entre outros.

Capacidade de Carga Pode ser definida como: “Número máximo de pessoas que podem utilizar um local sem uma alteração inaceitável no ambiente físico e sem o declínio na qualidade da experiência do visitante”(Mathieson e Wall,1982)

c) Zoneamento
O zoneamento, por sua vez, … um instrumento utilizado para o ordenamento do uso do solo. As ¡reas de zoneamento definem os usos e est√o assim distribuŒdas:

ῆ °reas de recep«√o e servi«os.

ῆ °rea intensiva ᾶ onde est√o elementos interpretativos, servi«os, trilhas, facilidades. ῆ Liga«÷es e corredores ᾶ estradas, rios, trilhas, picadas, rotas a…reas,praias. ῆ °rea intermedi¡ria ᾶ geralmente sem servi«os e equipamentos, mas possui sistema de trilhas ou atividades interpretativas. Nela ocorre visita«√o restrita. ῆ °rea intangŒvel ᾶ ¡rea que n√o pode ser visitada, utilizada para pesquisa, pois … a ¡rea de bancos gen…ticos e de reprodu«√o

d) Manejo florestal
O manejo florestal compreende o conjunto de regras e m…todos utilizados na explora«√odas florestas objetivando a gera«√o de benefŒcios econ’micos e sociais e respeitando o ecossistema, sendo indispens¡vel para o aproveitamento dos recursos naturais de maneira sustent¡vel

As propriedades que, comprovadamente, explorarem a floresta de forma n√o predat‘ria s√o certificadas, ou seja, recebem um selo de qualidade ambiental

e)

Envolvimento comunit¡rio

Outro fator...
tracking img