Vi idoso

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2181 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Violência Contra o Idoso

Resumo
O acelerado processo de envelhecimento da população brasileira e os atentados de violência contra a terceira idade é o que justifica o tema deste artigo, que tem como objetivo alertar para a violência contra o idoso. Relata os tipos de violência contra esta determinada faixa etária, resalta a importância de políticas publicas em defesa do idoso. Considerou quea violência contra o idoso é um problema de saúde publica, inaceitável e de ordem ilegal e antiético quando da parte de profissionais de saúde, sendo estes responsáveis pelo seu cuidado. O método utilizado foi o levantamento eletrônico de artigo, noticias e publicações a cerca do tema.
Palavras-chave: Violência; Idoso; Terceira Idade.
Introdução
A sociedade brasileira vem passando por umacelerado processo de envelhecimento O aumento da expectativa de vida, que é motivo de alegria, pois se desfruta por muito mais tempo da convivência com aqueles que se ama, também é motivo de preocupação, porque a saúde se torna progressivamente mais frágil. No entanto não ficam claras para a comunidade em geral e para as autoridades as necessidades dessa terceira idade.
Para Ramos (2012), oenvelhecimento diz respeito diretamente à própria afirmação dos direitos humanos fundamentais. Alerta para o fato de que a velhice significa o próprio direito que cada ser humano tem de viver muito, mas, certamente, viver com dignidade. Ora, se viver muito com dignidade é um direito de todo ser humano, já que significa a própria garantia do direito à vida, o Estado precisa desenvolver e disponibilizar àspessoas envelhecidas toda uma rede de serviços capaz de assegurar a todas essas pessoas os seus direitos básicos, como, por exemplo, saúde, transporte, lazer, e ausência de violência tanto no espaço familiar como no espaço público.
O progresso inegável da medicina tem permitido que a população idosa alcance padrões de bem-estar nunca vividos antes; medicamentos, tecnologias de diagnóstico,recursos de intervenção sobre o corpo permitem prolongar a saúde, reduzir a doença e, com isso, aumentar a autonomia física do idoso. Porém, as pessoas e instituições não estão preparadas para lidar com as questões sociais e psíquicas típicas do envelhecimento, gerando um conjunto de sofrimentos socialmente impingidos aos idosos. Destaca-se aí a violência, que aumenta muito em todo o mundo.
Aorganização mundial de saúde define como idosas as pessoas com mais de 60 anos nos países em desenvolvimento e com mais de 65 anos nos países desenvolvidos. A Política Nacional do Idoso do Brasil está em consonância com a OMS, e também define como idosa a pessoa de 60 anos ou mais (VASCONCELHOS, 2011).
De acordo com Ministério da Saúde, (2001) dados do IBGE dão conta de que, no Brasil, atualmente existem,aproximadamente, 20 milhões de pessoas com idade igual ou superior a 60 anos, o que representa pelo menos 10% da população brasileira. Segundo projeções estatísticas da Organização Mundial de Saúde – OMS, no período de 1950 a 2025, o grupo de idosos no país deverá ter aumentado em quinze vezes, enquanto a população total em cinco. Assim, o Brasil ocupará o sexto lugar quanto ao contingente deidosos, alcançando, em 2025, cerca de 32 milhões de pessoas com 60 anos ou mais de idade.
A violência contra idosos é um fenômeno de notificação recente no mundo e no Brasil. A vitimização desse grupo social, no entanto, é um problema cultural de raízes seculares e suas manifestações são facilmente reconhecidas desde as mais antigas estatísticas epidemiológicas. A quantidade crescente de idososoferece um clima de publicidade e de politização das informações sobre maus tratos de que são vitimas tornando o problema uma prioridade na pauta de questões sociais. No Brasil, a questão começou a ganhar visibilidade na década de 90, depois que a preocupação com a qualidade de vida dos idosos entrou na agenda da Saúde Pública (SOUZA; FREITA; QUEIROZ, 2007).
Conforme Minayo (2004,) a Rede...
tracking img