Vestibular

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1094 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Biopirataria
Vitor Carlos n° 21 – biologia – prof° Andreia 3EM
Ao longo dos tempos, as espécies se adaptaram ao fator ambiental, e um dos mecanismos dessa adaptação, foi o mecanismo de se proteger contra os seus agressores, que foram a partir de produção de toxinas e antitoxinas, e graças a esses mecanismos de defesas dos organismos, conseguimos obter subsídios para combater doenças, a partirde fungos e bactérias, que afetam animais e plantas e também os seres humanos.
Assuntos com o aquecimento global e biodiversidade são frequentemente debatidos pelos governantes das potencias econômicas do planeta, mas outro assunto vem átona de mesma intensidade, que é desconhecido para muitos e que a mídia, não da à atenção devida que é a biopirataria.
O Brasil, por possuir uma enormebiodiversidade, é alvo constante da biopirataria. Segundo a organização não governamental Rede Nacional de Combate ao Tráfico de Animais Silvestres, aproximadamente, 38 milhões de animais da Amazônia, mata Atlântica, das planícies inundadas do Pantanal e da região semiárida do Nordeste são capturados e vendidos ilegalmente, o que rende cerca de 1 bilhão de dólares por ano.
O conceito de biopiratariasurgiu em 1992 com a “Convenção Sobre Diversidade Biológica” apresentada na Eco92. Então este conceito consiste no ato ilegal de extração de recursos naturais, genéticos e exploração da sabedoria popular de uma nação para a exploração comercial em outra, sem pagamento de patente. Este conhecimento, portanto, é coletivo, e não simplesmente uma mercadoria que se pode comercializar como qualquer objetono mercado.
Porém, nos últimos anos, através do avanço da biotecnologia, da facilidade de se registrar marcas e patentes em âmbito internacional, bem como dos acordos internacionais sobre propriedade intelectual, tais como TRIPs(Tratado Sobre Direitos de Propriedade Intelectual Relacionado ao Comércio Internacional) as possibilidades de tal exploração se multiplicaram.
Os maiores conglomeradosfarmacêuticos, os multinacionais, parecem sofrer de uma "verdadeira febre de procura" por novos compostos moldados pela natureza durante milhões de anos de evolução. A prova disto é o sucesso comercial de algumas drogas originárias de produtos naturais, tais como: Cromoglicato - uma droga anti-asmática isolada na ação relaxador de um composto isolado da planta umbilífera Amni visnaga; Mevinolin -uma droga muito eficiente para induzir a diminuição dos níveis séricos de colesterol, isolada de fungos; Cyclosporin A - uma droga imunosupressora usada para prevenir a rejeição de órgãos transplantados, isolada do fungo Trichoderma polysporum.
Uma análise na lista dos 20 produtos farmacêuticos mais vendidos nos últimos anos, revela que vários derivaram de produtos: Captopril e derivados - uminibidor da enzima conversora de angiotensina, utilizado em tratamento de hipertensão arterial, teve como protótipo, um polipeptídeo isolado do veneno de serpente brasileira Bothrops jararaca, comercializado por multinacionais farmacêuticas, rendendo de 3-5 bilhões de dólares anuais

No Brasil admite-se que há a existência de 1.300 espécies de plantas com propriedade farmacêuticas conhecidaspelos índios. São antibióticos, sedativos, anticoncepcionais, anestésicos, relaxante muscular e abortivo. Não se sabe o quanto foi contrabandeado, mais há indícios, que mais de 20 mil amostras biológicas são levadas anualmente.

No entanto há iniciativas de reverter este estado critico que apresenta a biopirataria. A Senadora marina silva (a partir de 2003, Ministra de Meio Ambiente do Brasil) queapresentou em 1995 um projeto de lei que visa a preservação da diversidade, a integridade e utilização sustentável do patrimônio genético do país.
O projeto estabelece, entre outros, os princípios da soberania do poder público sobre os recursos genéticos existentes no território nacional, Participação das comunidades locais e dos povos indígenas nas decisões sobre o acesso aos recursos...
tracking img