Venezuela

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3026 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS
UNISINOS




Conjuntura Econômica Brasileira e Internacional









VENEZUELA




Bruna Brito
Daniela Brito
Daniela Schneider
Gabriela Kauer




Prof.ª Marcelo do Carmo







São Leopoldo, 11 de Junho de 2012.

SUMÁRIO


1. POLÍTICA FISCAL 4
2. POLÍTICA SOCIAL 6
3. POLÍTICA CAMBIAL 8
4. POLÍTICA COMERCIAL 10
5.POLÍTICA MONETÁRIA 12
6. MERCADO DE TRABALHO 14
REFERÊNCIAS 16
















política fiscal



A Política Fiscal de um país tem como intuito gerir os gastos do Governo e manipular os tributos, a fim de garantir a atividade econômica. É utilizada a partir do momento em que a lei da oferta e da demanda não é suficiente para regular os mercados, dessa formaajuda a neutralizar a inflação e depressão de uma economia.
No caso da Venezuela, após a crise mundial da economia em 2009, o país que tem praticamente todos os fatores de produção voltados para petróleo sofreu diretamente com a desvalorização dos preços do produto que chegaram a uma queda de 55%. Juntamente com uma política populista do presidente Hugo Chávez, os cofres do Governo nãoestavam preparados para tamanha redução no PIB que chegou a US$ 45 bilhões, segundo a CEPAL (Comissão Econômica da América Latina e o Caribe), dessa forma algumas medidas foram a adotadas pelo governo de forma a neutralizar a inflação do país que chegou a quase 26%, em 2009.
Já em 2007, o presidente parecia sentir os primeiros impactos da crise, quando a inflação chegou a 2% e o país estava comdesabastecimento de produtos básicos, como carne, leite e açúcar. Com intuito de controlar a inflação, foi publicada uma tabela de preço de produtos no Diário Oficial,para que os comerciantes e varejistas não tirassem os produtos das prateleiras, a fim de elevar artificialmente os produtos. Para os infratores iniciava a estatização dos açougues e supermercados.
Em 2009, o déficit fiscalacumulado era de 16,5 bilhões de Bolívares, o que equivalia a 2,5 do PIB do país. Para poder cobrir esse déficit o Governo Venezuelano optou pela emissão de títulos da divida interna e externa para poder pagar os juros das dividas e financiar o consumo interno. No inicio do mesmo ano, foi anunciado por Cháveza redução de 6,7% no orçamento, porém em setembro o Governo sinalizava ter desistido daidéia de economizar recursos, quando o Parlamento aprovou US$ 9,3 bilhões em créditos para o Executivo.
Um pacote anticrise também foi uma das alternativas utilizadas pelo Governo em 2009, entre as medidas estavam as restrições à importações de bens de luxo, o aumento de 3% do Imposto sobre o Valor Agregado (IVA), uma redução de gastos em publicidade e a super desvalorização do Bolívar. Foianunciado ainda, 20% no aumento do salário mínimo até o setembro e uma redução na remuneração de altos funcionários do Governo.
Segundo discurso de Hugo Chávez, tais medidas econômicas iriam fortalecer a economia, para que o país pudesse continuar na mesma direção. Para ele, ninguém havia sentido uma mínima brisa da crise global ou impacto direto, mesmo após um ano do inicio da crise.Muito além das medidas adotadas pelo Governo, percebe-se que a maior dificuldade do país está na sua reindustrialização, visto que 12% da composição do PIB está diretamente ligada ao preço do barril de petróleo, enquanto 95% das divisas que entram no país são dependentes das exportações petrolíferas.




política social


No que tange as Medidas Sociais adotadas pelaVenezuela, podemos perceber que Hugo Chávez sempre optou por uma economia populista, onde produzia discursos que eram favoráveis a classe trabalhadora, polarizando assim a política Venezuelana visto que as classe mais baixas se identificam com o “Comandante”, enquanto as elites vêm o presidente como inimigo.
Em 2008, quando era feito o planejamento para o ano de 2009 o país não abriu mão de...
tracking img