Velocidade media num meio viscoso

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2160 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1.

OBJETIVO

Analisar o movimento de uma esfera de aço em um meio viscoso, criando gráficos de resultados obtidos em laboratório, e, a partir do gráfico obtido, determinar qual a velocidade media da esfera no do meio viscoso.

2.

INTRODUÇÃO DE TEXTO

O intuito do experimento é definir qual o movimento (variação de posição espacial de um objeto ou ponto material no decorrer do tempo)realizado pela esfera dentro do meio viscoso, criando um gráfico comportamental desse movimento, e, com o gráfico em mãos, obter conclusões plausíveis. Primeira Lei de Newton Conhecida como princípio da inércia, a primeira lei de Newton afirma que: se a força resultante (o vetor soma de todas as forças que agem em um objeto) é nula, logo a velocidade do objeto é constante. Consequentemente: Umobjeto que está em repouso ficará em repouso a não ser que uma força resultante aja sobre ele. Um objeto que está em movimento não mudará a sua velocidade a não ser que uma força resultante aja sobre ele. Newton apresentou a primeira lei a fim de estabelecer um referencial para as leis seguintes. A primeira lei postula a existência de pelo menos um referencial, chamado referencial newtoniano ouinercial, relativo ao qual o movimento de uma partícula não submetida a forças é descrito por uma velocidade (vetorial) constante. Em todo universo material, o movimento de uma partícula em um sistema de referência preferencial F é determinado pela ação de forças as quais foram varridas de todos os tempos quando e somente quando a velocidade da partícula é constante em F. O que significa, uma partículainicialmente em repouso ou em movimento uniforme no sistema de referência preferencial F continua nesse estado a não ser que compelido por forças a mudá-lo. As leis de Newton são válidas somente em um referencial inercial. Qualquer sistema de referência que está em movimento uniforme respeitando um sistema inercial

também é um sistema referencial,i.e. Invariância de Galileu ou o princípio darelatividade Newtoniana. A lei da inércia aparentemente foi percebida por diferentes cientistas e filósofos naturais independentemente. Segunda Lei de Newton A segunda lei de Newton, também chamada de princípio fundamental da dinâmica,afirma que a força resultante em uma partícula é igual a razão do tempo de mudança do seu momento linear em um sistema de referência inercial:

Esta lei conformeacima apresentada tem validade geral, contudo, para sistemas onde a massa é uma constante, esta grandeza pode ser retirada da derivada, o que resulta na conhecida expressão muito difundida no ensino médio

onde é a força resultante aplicada, m é a massa (constante) do corpo e é a aceleração do corpo. A força resultante aplicada a um corpo produz uma aceleração a ela diretamente proporcional.Em casos mistos onde há variação tanto da massa como da velocidade - a exemplo do lançamento do ônibus espacial, ambos os termos fazem-se necessários. A segunda lei de Newton em sua forma primeira, ainda é válida mesmo se os efeitos da relatividade especial forem considerados, contudo no âmbito da relatividade a definição de momento de uma partícula requer alteração, sendo a definição de momento como o produto da massa de repouso pela velocidade válida apenas no âmbito da física clássica.

Um impulso ocorre quando uma força age em um intervalo de tempo. Trata-se do teorema do impulso variação da quantidade de movimento, muito útil na análise de colisões e impactos. Sistema de partículas e massa variável Sistemas de massa variável, como um foguete queimando combustível e ejetandopartes, não é um sistema fechado, com massa constante, e não pode ser tratado diretamente pela segunda lei conforme geralmente apresentada nos cursos de ensino médio.

O raciocínio, dado em An Introduction to Mechanics de Kleppner e Kolenkow, e outros textos atuais, diz que a segunda lei de Newton nesta forma se aplica fundamentalmente a partículas. Na mecânica clássica, partículas tem por...
tracking img