Vegetarianismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2848 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÂO

Origem
O vegetarianismo começou a aparecer na década de 60 do século XX, no entanto, já existem vegetarianos há muitos séculos.

• Era de 3200 a. C. - Há provas que grupos religiosos egípcios adotaram uma dieta anticarne, porque acreditavam que uma alimentação centrada nas plantas era meio caminho andado para uma reencarnação bem-sucedida.
• Índia e Grécia -Impulsionados por crenças religiosas e filosóficas, os primeiros grupos de vegetarianos não consumiam carne porque defendiam a não-violência contra os animais.
• Antiga Índia - o vegetarianismo era praticado pelos budistas e pelos seguidores da religião que antecedeu o hinduísmo, a védica. Ambas tinham na sua base o respeito e a defesa dos seres vivos (as vacas e os macacos eram vistos comosagrados), promovendo uma alimentação à base de cereais e fruta, que consideravam a mais equilibrada.
• Celtas e astecas - A carne estava reservada única e exclusivamente para ocasiões especiais e/ou rituais de sacrifício em honra de deuses pagãos.
• China e Japão (antigos) - As populações receberam bem as imposições do budismo (que proibiam a caça e a pesca) porque estavam habituados a viverapenas das plantações de arroz, dos crustáceos e do peixe.
• Civilizações gregas e romanas - Privilegiavam os produtos da terra – o trigo, a vinha e a oliveira – em detrimento da carne que não consideravam um bem essencial.
• Matemático Pitágoras e filósofo romano Platão - Defendiam o vegetarianismo pelas crenças religiosas, por uma saúde mais equilibrada e pela responsabilidadeambiental (a influência de Pitágoras foi tão marcante que até 1800 os vegetarianos eram conhecidos como “pitágorianos”.
• Cristianismo primitivo – O vegetarianismo era a forma perfeita de purificar o corpo e alcançar níveis espirituais superiores.
• Cristianização do Império Romano - Os vegetarianos europeus quase que desapareceram e reinava a ideia da supremacia humana sobre os animais. Oscereais e os vegetais serviam apenas para alimentar os animais e a carne tornou-se um produto de luxo e de status social. Quem defendesse os direitos dos animais era considerado fanático e acabava muitas vezes por ser perseguido.
• Idade Média - Os monges e eremitas europeus diminuíram e até eliminaram por completo o consumo de carne das suas alimentações, alegando motivos espirituais, masnenhum deixou de comer peixe. Muitas ordens religiosas não permitiam o consumo de carne, a não ser aos doentes.
• Época renascentista - Trouxe o vegetarianismo de volta à Europa onde as razões por de trás desta filosofia de vida eram já extremamente éticas
• Início do século XIX - A Inglaterra era a capital do vegetarianismo europeu e os ingleses foram ávidos promotores desta “forma naturalde viver”.
• 1847 - 140 pessoas fundaram a Vegetarian Society, uma associação que, seis anos depois, congregava já 900 membros.
• 1850 – Fundaram a American Vegetarian Society.
• 1880 - Já existiam vários restaurantes vegetarianos em Londres que, ao servirem refeições saudáveis e econômicas, estavam sempre cheios.
• Século XVIII - Já existiam pequenos grupos de vegetarianoscristãos nos Estados Unidos.
• Século XIX - O movimento vegetariano começou a ganhar maior fulgor no mundo ocidental Assistiu-se à criação de inúmeras associações vegetarianas.
• Século XX - Foi fundada a International Vegetarian Union, uma espécie de federação que agregou todos os movimentos e associações nacionais e que continua ainda hoje.
• Hippies - O vegetarianismo ganhou, defato, a sua maior projeção porque as preocupações éticas, morais, ambientais, econômicas e de saúde ficaram intimamente associados a esta escolha alimentar.
• Atualmente - Cerca de 70% dos vegetarianos do mundo (concentram-se na Índia, onde cerca de 20 a 40% da população não come carne e onde outros 30% fazem-no esporadicamente).

Vegetarianismo e Veganismo
O vegetarianismo e o veganismo são...
tracking img