Veganismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1049 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic] UNIVERSIDADE GUARULHOS

CURSO DE SERVIÇO SOCIAL











Josiane G. Queiroz
Kelli Capobianco e Silva
Suellen Nobrega
Simony R. D. Santos












Grupo Social com Prática Ambiental: Vegans.

















GUARULHOS

2012





Josiane G. Queiroz
Kelli Capobianco e Silva
SuellenNobrega
Simony R. D. Santos








Grupo Social com Prática Ambiental: Vegans.

















Trabalho de aproveitamento do curso de Serviço Social da Universidade Guarulhos referente à disciplina: Áreas Temáticas do Serviço Social, sob orientação da Professora Ms. Ana Cláudia Fernandes Gomes.
















GUARULHOS2012

Vegans


Vegan é o nome que se dá aos adeptos do Veganismo, uma filosofia de vida baseada em ideologias que defendem o direito dos animais.
É bom lembrar que Veganismo é diferente de Vegetarianismo. Os vegetarianos são pessoas que não comem carne, e podem ter motivos diversos para isso. Já o veganismo é um estilo de vida que influencianão só a alimentação, mas todos os aspectos da vida de uma pessoa. É uma manifestação do princípio da abolição na vida do indivíduo, sem esperar por mudanças sociais ou nas leis, a partir do reconhecimento de que os animais não-humanos possuem valor inerente. É por isso que, ao envolver princípios morais e políticos, torna-se a mais importante forma de ação individual para uma mudançasignificativa. Ser vegano é uma ação simples, diária e contínua, porém pouco divulgada e esclarecida no Brasil.
Veganismo é a parte prática dos direitos dos Animais; é deixar de usar os animais em todas as instâncias, incluindo a alimentação. Deixando de comer carne, ovos, leite e derivados, além de mel e corantes animais. Porém, o vegano não se restringe apenas à alimentação, boicota também produtostestados em animais, eventos como rodeios, vaquejadas, touradas, brigas de galo, corridas e circos com animais.
Veganismo significa os princípios pelos quais o ser humano deve viver sem explorar os animais. É a prática que busca o fim do uso de animais pelo homem para alimentação, apropriação, trabalho, caça, confinamento e todos os outros usos que envolvam exploração da vida animal pelohomem. O veganismo não é uma mera questão de dieta; é um compromisso moral e político com a abolição, no nível individual.
Há indícios de que essa prática tenha surgido na Inglaterra em 1944. A ideologia que defendem é de que cada animal é dono de sua própria vida, tendo assim o direito de não ser tratado como propriedade (enfeite, entretenimento, comida, cobaia, mercadoria, etc.). E preferemusar os termos “animais não humanos” ou “seres senescentes“, em vez de chamá-los de “irracionais”.
Os animais explorados na indústria de laticínios vivem mais tempo do que os que são usados por sua carne, mas são mais maltratados durante suas vidas e acabam indo parar no mesmo matadouro, depois do quê consumimos sua carne do mesmo jeito. Há provavelmente mais sofrimento num copo de leite,ou num sorvete, do que num bife. E qualquer um que pensar que um ovo — mesmo o que vem das chamadas “galinhas soltas” — não é produto de um sofrimento tão horrível quanto a carne não conhece muito bem a indústria de ovos.
Até o remédios entram na lista de produtos rejeitados, como alguns alopáticos, por exemplo, por serem testados em animais. Muitos vegans acabam optando pela fito terapia,homeopatia ou qualquer tratamento alternativo.É muito importante diferenciar a ideologia vegana da dieta vegetariana. Veganismo não é dieta. É um conjunto de práticas focadas nos Direitos Animais que, por consequência, adota uma alimentação estritamente vegetariana. Entende-se que os animais têm o direito de não serem usados como propriedade, e que o veganismo é a base ética para levar a sério...
tracking img