Vcat

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1672 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
(Virtual Concatenation)

VCat

Contexto
 Como
    

suportar as novas necessidades das redes como:

Suporte a múltiplos serviços Uso eficaz, flexível e eficiente da banda Confiabilidade e qualidade de serviço Criação de novos serviços de modo rápido, fácil e econômico Crescimento e atualização fácil, escalável sem interromper o serviço, economicamente competitivo

Contexto
Utilização

de técnicas que melhoram a utilização da infraestrutura já existente: SONET/SDH
GFP VCat LCAS

  

Redes SONET/SDH


São baseadas na tecnologia de multiplexação TDM (Multiplexação por Divisão de tempo), com capacidade fixa de transmissão de informação

Redes SDH
 

Taxa de transmissão básica de uma rede SDH: 155,52 Mbits/s (STM-1) Multiplexação de STMs resultanas hierarquias superiores da rede SDH
Byte interleaving





Exemplo:



Um quadro STM-4 é produzido pelo multiplexação de quatro quadros STM-1

Redes SDH




O quadro STM-1 pode ser montado utilizando uma combinação de contêiners virtuais (VC) de capacidade diferentes. VC têm capacidade fixa de transmissão

Como executar o transporte de carga que exceda a capacidade dosvirtuais contêiners já padronizados ? Uso de concatenação de contêiners virtuais adequando a largura de banda à necessidade do cliente.

Conceito Simplificado


A concatenação virtual pode ser descrita como a técnica que permite que circuitos SONET/SHD se agrupem de maneira arbitrária criando um tamanho ajustável de circuitos sobre a camada de transporte para um uso eficiente da banda Tipos de concatenação
 



Existem dois tipos de concatenação: Contígua e Virtual Ambos métodos provêm a largura de banda concatenada de X vezes o valor do contêiner no caminho final. A diferença entre estes se encontra apenas no modo de transporte entre os caminhos de terminação.

Concatenação Contígua
 



Mantém a banda continua através de todo o transporte Necessita que todosos nós intermediários da comunicação sejam atualizados para assim obter o suporte ao novo tamanho customizado Técnica de pouco viável implantação para transporte de dados

Concatenação Virtual






Quebra a continuidade da banda em contêiner virtuais transportando cada um destes individualmente e recombinando este numa banda contínua no ponto final de transmissão A funcionalidade daconcatenação virtual está localizada apenas nos pontos terminais da conexão Técnica de implantação viável

VCat – Concatenação Virtual
 



Definida pela ANSI T1.105 e ITU G.707 A concatenação virtual define um processo de multiplexação invertida, onde a banda contígua é quebrada em VCs individuais de baixa ou alta ordem. São VCats permitidas: VC-11-Xv, VC-12Xv, VC-2-Xv, VC-3-Xv ouVC-4-Xv

VCat




O transporte de VC-Xvs é feito sem qualquer relacionamento externo entre eles e a recombinação da banda passante contínua é feita no ponto final do caminho, permitindo uma maior flexibilidade no ajuste de taxa do cliente. Esta técnica é utilizada no sistema GFP e é fundamental para o encapsulamento eficiente de quadros Ethernet

VCat
A concatenação virtual de VCsconsiste em agrupar a capacidade de transmissão de diversos VCs de um determinado tipo, para se obter um canal de maior capacidade. Exemplo:


Dois VC-3 (representado por VC-3-2v) de capacdade de 48383 Kbit/s podem ser concatenados, resultando num canal com capacidade de 96763 Kbit/s.

VCat


Cada um dos VCs tem seu próprio cabeçalho individual:
Transportado independentemente.



 

Não é necessário saber que os dados que estão sendo transportados dentro de um VC-x estão relacionados com os dados transportados em outro VC-x Cada VC-x pode percorrer caminhos distintos na rede. Percursos diferentes podem gerar atrasos diferentes

VCat


Causa da diferença no atraso de propagação :

 

Atraso de processamento de rede no nó Atraso de propagação na fibra

...
tracking img