Varola

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1291 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Varíola, uma das maiores pandemias da história
Publicado 15 de jun de 2009
Escrito por Atila
Discussão 16 Comentários
Categorias doenças, vírus

| |
| |
| |


[pic]
[pic]
A varíola tem sintomas parecidos com o da gripe, que em cerca de 12 dias evoluem para vômitos, náuseas e, no fim, infecção generalizada da pele, onde causa bolhas ou pústulas, quedeixam grandes cicatrizes chamadas bexigas. Daí o nome, varius em latim significa manchado. Mata de 20 a 60% dos infectados e, na maioria dos casos, deixa os sobreviventes marcados para o resto da vida.
[pic]
Ela é causada por um vírus transmissível pelo ar. O vírus da varíola é um vírus de DNA, um dos maiores vírus conhecidos. O fato de seu material genético ser de DNA dupla fita foi determinanteno sucesso da vacinação, uma vez que o vírus não muta muito e é bem suscetível à vacina. Surgiu na África, mais ou menos em 10 mil a.C., de um vírus que provavelmente veio do camelo (!). Até as múmias egípcias têm marcas na pele que sugerem varíola.
Variolação, a primeira vacina
Foi a doença precursora das vacinas, tanto antigas quanto modernas, uma vez que as pessoas perceberam que sócontraíam varíola uma vez na vida. Na África e na Ásia, por volta do ano 1000, deixavam as cascas de feridas secando no Sol, uma ótima maneira de matar o vírus com radiação ultravioleta – embora não soubessem na época. A casca seca era pulverizada e inalada pelas pessoas, processo chamado de variolação. Os persas engoliam as cascas. Já na Europa, as pessoas esfregavam o pus das feridas na pele e dentro donariz.


Claro que nem sempre a variolação funcionava. Em muitos casos, a pessoa desenvolvia a doença normal, com a letalidade e cicatrizes típicas. Nesse sentido, a técnica usada pelos Asiáticos (de secar e inalar) era mais segura e eficiente.
[pic]
Frasco com material para variolação.
Foi para a Europa durante os séculos 6 a 8, levada por invasores árabes, e voltou nos séculos 11 a 13 porconta das cruzadas. Durante o século 18, cerca de 400 mil pessoas morriam por ano de varíola. No império romano, em 180 d.C., matou o imperador Marco Aurélio. Aliás, a lista de pessoas importantes mortas pela doença inclui vários reis e rainhas, da Inglaterra, Japão, China, Sião, Etiópia, Áustria, Espanha, Rússia, Suécia, França e outros (veja a lista completa na referência ao final do texto).Ainda no século 20, matava mais de 2 milhões de pessoas por ano.

Armas e germes
Mas ela acabou ajudando os europeus e tendo um papel decisivo na conquista das Américas. Embora em números absolutos a Peste Negra tenha sido a pior doença da antiguidade, proporcionalmente não foi. Claro que por ocorrer nos europeus, foi mais registrada e mais detalhada. Mas o estrago da varíola nas Américas foimuito pior:
Os europeus estavam em contato com a varíola por milênios, e grande parte da população era resistente à doença. Mesmo entre os que desenvolviam a doença, a maioria tinha os sintomas, desenvolvia as feridas, mas não morria. Já os nativos das Américas, nunca tiveram contato com com o vírus, e morreram aos milhões. Muito mais importante do que a pólvora ou as armaduras foram as doenças queos conquistadores trouxeram. Gripe, peste bubônica, tuberculose e, entre outras, principalmente a varíola.
Quando Hernando Cortes desembarcou no México, em 1518, havia cerca de 25 milhões de habitantes, principalmente astecas. Em 1620 eles eram 1,6 milhões.
O imperador Inca Huayna Capar e seu filho sucessor morreram de varíola. A disputa entre os dois irmãos dividiu o império, e contribui emmuito para a conquista dos Incas por Francisco Pizarro, que com um exército de menos de 200 soldados derrotou um exército de 80 mil incas, matando mais de 7 mil deles sem perder um homem, e capturando o rei Atahuallpa – a estratégia foi muito boa, além de contar com armas de fogo (arcabuz) e armaduras e espadas de ferro, contra roupas de pano e bordões de madeira, a ordem era para que os soldados...
tracking img