Variação sazonal de carbono orgânico em campos cultivados e campos naturais na região de humaitá-am

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3172 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
VARIAÇÃO SAZONAL DE CARBONO ORGÂNICO EM CAMPOS CULTIVADOS E CAMPOS NATURAIS NA REGIÃO DE HUMAITÁ-AM.
Jordana de Araújo Flôres(1); Luís Antônio Coutrim dos Santos(1); Heron Salazar Costa(2); Anne Relvas Pereira(3); Danielle Ivana Pereira dos Santos(3); Jonas Onis Pessoa(3); Jéssica Elen de Araújo Flôres(3).
(1),(3) Acadêmicos de Agronomia e do Curso de Engenharia Ambiental, Campus Vale do RioMadeira - UFAM, Humaitá-AM, Cep: 69800-000, E-mail:jordana_flores@hotmail.com;(2)Professor do Colegiado de Engenharia Ambiental, Campus Vale do Rio Madeira, IEAA/UFAM, Humaitá-AM, Cep: 69800-000.

Resumo – O carbono é o principal constituinte da matéria orgânica do solo (MOS),considera-se que a MOS contém cerca de 58 % de C. O trabalho teve como objetivo quantificar o carbono orgânico total (COT)e determinar os atributos físicos do solo (porosidade total, textura e a densidade) e químicos (pH, teores de Cálcio e Magnésio disponíveis, Al trocável e acidez potencial) em camadas de 0 a 20 cm e 20 a 40 cm, sob campos cultivados (CC) e campos naturais(CN) no município de Humaitá-AM, amostrados na estação seca e na estação chuvosa. As analises foram realizadas no laboratório de solos doIEAA/UFAM, seguindo recomendações do manual da Embrapa. O alumínio trocável apresentou-se mais elevados para os solos de CN. A densidade do solo aumentou em profundidade em ambos os campos e épocas. Os resultados mostrar que existem grandes variações dos atributos físicos e químicos do solo quando são comparados os valores entre os CC e o CN. Os valores de COT e de MOS não apresentaram variaçãosignificativa entre os campos e entre as profundidades, mostrando assim que não apresentaram variação sazonal entre a época seca e a época chuvosa. Palavras-Chave: atributos físicos; atributos químicos; solos amazônicos; sazonalidade. INTRODUÇÃO O Carbono orgânico (CO) do solo provém, principalmente, da matéria orgânica do solo (MOS) (GATTO et al., 2009). De modo geral, considera-se que a MOS contém cercade 58 % de C, em relação à massa total. Por meio da fotossíntese e da respiração, o Carbono (C) passa de sua fase inorgânica à fase orgânica e volta para a fase inorgânica, completando, assim, seu ciclo biogeoquímico que pode se considerado perfeito, pois é devolvido ao meio em taxa próximo a de fixação executada pelos organismos produtores (BRAGA et al, 2005). O solo desempenha função crucial nociclo do C. As possibilidades de manejá-lo adequadamente para torná-lo dreno de C da atmosfera são atualmente

enfatizadas. Solos agrícolas mal manejados consomem materiais geradores de C, perdem matéria orgânica e representam fonte de CO2 para a atmosfera (MOREIRA & SIQUEIRA, 2002). O sul do Amazonas apresenta aproximadamente 560 mil hectares de campos naturais, disseminados principalmente, nosmunicípios de Humaitá, Canutama e Lábrea. Esta região não é coberta por campos contínuos, apresentando unidades isoladas entremeadas por matas (BRAUN & RAMOS, 1959). O presente trabalho apresentou como objetivo quantificar o carbono orgânico total e estimar o teor de matéria orgânica do solo, determinar os atributos físicos (porosidade total e densidade), e químicos (pH, teores de Cálcio eMagnésio disponíveis, Al trocável e acidez potencial) em camadas de 0 a 20 cm e 20 a 40 cm, sob campos cultivados e campos naturais preservados no município de Humaitá-AM, amostrados na época chuvosa e na época seca. MATERIAIS E MÉTODOS A coleta das amostras de solo do campo cultivado (CC) foi realizada na fazenda Brasília,a coleta de solo do campo natural (CN) foi na área do 54º Batalhão da Infantariade Selva,ambas as áreas localiza se na BR 319 no município de Humaitá – AM. As amostras em CC da época seca foram coletadas sob o cultivo do arroz cultivar Primavera, em estagio inicial de crescimento, e após o corte do arroz na época chuvosa. As amostras foram coletadas em CC e em CN, em ambas as áreas coletaram-se amostras na estação seca e na estação chuvosa, sendo coletadas 32 amostras com...
tracking img