Vanguarda

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1618 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Pesquisa de Língua Portuguesa:

As Vanguardas Brasileiras














Escola: Julio Pestana
Participantes: Ana Paula Cordeiro Dutra
Série: 3°A
Nome do Professor (a): Celeste



Índice






























Introdução
































Modernismo no Brasil: 1º e 2º fase

O movimentomodernista no Brasil contou com duas fases: a primeira fase foi de 1922 a 1930 que se caracterizou pelas tentativas de solidificação do movimento renovador e pela divulgação de obras e ideias modernistas.
Os escritores de maior destaque dessa fase defendiam as seguintes propostas: reconstrução da cultura brasileira sobre bases nacionais; promoção de uma revisão crítica de nosso passado histórico ede nossas tradições culturais; eliminação definitiva do nosso complexo de colonizados, apegados a valores estrangeiros. Portanto, todas elas estão relacionadas com a visão nacionalista, porém crítica, da realidade brasileira.
Entre os fatos mais importantes, destacam-se a publicação da revista Klaxon, lançada para dar continuidade ao processo de divulgação das ideias modernistas, e o lançamentode quatro movimentos culturais: o Pau-Brasil, o Verde-Amarelismo, a Antropofagia e a Anta.
O movimento Pau-Brasil defendia a criação de uma poesia primitivista, construída com base na revisão crítica de nosso passado histórico e cultural e na aceitação e valorização das riquezas e contrastes da realidade e da cultura brasileiras.
A Antropofagia, a exemplo dos rituais antropofágicos dos índiosbrasileiros, nos quais eles devoram seus inimigos para lhes extrair força, Oswald propõe a devoração simbólica da cultura do colonizador europeu, sem com isso perder nossa identidade cultural.
Em oposição a essas tendências, os movimentos Verde-Amarelismo e Anta, defendiam um nacionalismo ufanista, com evidente inclinação para o nazifascismo.

Na segunda fase que durou entre 1930 a 1945 o Brasil eo mundo viveram profundas crises, nesse momento o romance brasileiro se destaca, pois se coloca a serviço da análise crítica da realidade.
O romance focou o regionalismo, principalmente o nordestino, onde problemas como a seca, a migração, os problemas do trabalhador rural, a miséria, a ignorância foram ressaltados.
Além do regionalismo, destacaram-se também outras temáticas, surgiu o romanceurbano e psicológico, o romance poético-metafísico e a narrativa surrealista.
A poesia da 2ª fase modernista percorreu um caminho de amadurecimento. No aspecto formal, o verso livre foi o melhor recurso para exprimir sensibilidade do novo tempo, se caracteriza como uma poesia de questionamento: da existência humana, do sentimento de “estar-no-mundo”, inquietação social, religiosa, filosófica eamorosa.















Semana de Arte Moderna

A Semana de Arte Moderna, também chamada de Semana de 22, ocorreu em São Paulo no ano de 1922, entre os dias 13 e 18 de fevereiro. Cada dia da semana foi dedicado a um tema: Heitor Villa-Lobos na música; Mário de Andrade e Oswald de Andrade, na literatura; Victor Brecheret, na escultura; Anita Malfatti e Di Cavalcanti, na pintura, sãoalguns dos participantes da Semana, realçando sua abrangência e heterogeneidade.
[pic]
(Capa do catálogo da Semana da Arte Moderna.)

A Semana, de certa maneira, nada mais foi do que uma ebulição de novas ideias totalmente libertadas, nacionalista em busca de uma identidade própria e de uma maneira mais livre de expressão. Não se tinha, porém, um programa definido: sentiam-se muito mais umdesejo de experimentar diferentes caminhos do que de definir um único ideal moderno.
13 de Fevereiro a abertura oficial do evento. A casa estava cheia, com várias pinturas e esculturas espalhadas pelo saguão do Teatro Municipal de São Paulo.
15 de Fevereiro Guiomar Novaes, admirada pianista, aproveitou um intervalo e executou alguns clássicos consagrados. Sua iniciativa aplaudida pelo público....
tracking img