Urna eletronica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3833 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Urna eletrônica
| |
|       [pic] |
| |[pic] |

| |
| | |
| |A eleição brasileira, considerada a maior votação eletrônica domundo e que atrai a atenção de observadores internacionais,|
| |passou por um longo processo de evolução até chegar à atual etapa de informatização. Por estranho que pareça, a previsão de|
| |uma máquina de votar já constava no primeiro Código Eleitoral, em 1932. Mas a realização desta medida só foi efetivada há |
| |poucos anos, após algumas experiências pouco lembradas. Na década de 60, oinventor Sócrates Ricardo Puntel idealizou e |
| |apresentou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) um modelo de mecanismo para ser utilizado nas votações, mas seu projeto não|
| |foi considerado eficiente e ele o abandonou. Em 1978, o Tribunal Regional de Minas Gerais apresentou ao TSE um protótipo |
| |para mecanização do processo eleitoral, que também não foi levado adiante. Outrostribunais regionais, isoladamente, |
| |desenvolveram, a partir daí, algumas idéias que visavam a automação dos processos eleitorais, principalmente o |
| |cadastramento de eleitores, como fez o Tribunal Regional do Rio Grande do Sul, em 1983. Antes disso, em dezembro de 1981, o|
| |então presidente do TSE, ministro Moreira Alves, encaminhou à Presidência da República oanteprojeto que dispunha sobre a |
| |utilização de processamento eletrônico de dados nos serviços eleitorais. Já na eleição presidencial de 1989 foi possível a |
| |totalização eletrônica dos resultados nos estados do Acre, Minas Gerais, Paraíba, Piauí e Rondônia. |
| ||
| |Aos 52 anos, Carlos Prudêncio foi o mentor intelectual do atual voto eletrônico. Em 1989, ele implantou o primeiro terminal|
| |de votação por computador em Brusque, no Interior de Santa Catarina. Na época, aos 41 anos, Prudêncio era juiz da 5ª Seção |
| |Eleitoral do Estado, com sede naquele município. A adaptação do computador foi feita com a ajuda do irmão, Roberto|
| |Prudêncio, dono de uma empresa de informática. O modelo do programa de computador usado por Prudêncio é o mesmo adotado |
| |hoje pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). |
| | |
||"As primeiras máquinas nossas (nas eleições de 1988 e 1990) eram semelhantes às urnas atuais, mas em 1992 tivemos duas |
| |vantagens", lembra Prudêncio. "Uma delas é que trabalhamos com urnas ligadas on-line e a outra era a materialização do |
| |voto". Adotado na seção 145 de Brusque, o modelo de 'materialização' funcionava da seguinte forma: em vez de digitar o |
| |númerodos candidatos numa tela, os eleitores preenchiam uma cédula que passava por um leitor óptico semelhante ao das |
| |casas lotéricas. "Depois, o eleitor colocava a cédula já 'carimbada' pela máquina numa urna convencional". Ao final do |
| |pleito, para apressar a apuração, os dados registrados pela máquina eletrônica eram encaminhados a um computador central |
| |via telefone. Ascédulas de papel ficavam armazenadas na urna convencional para eventual checagem em casos de dúvida. |
| | |
| |A idéia de transformar a cédula de papel em impulsos eletrônicos surgiu na cabeça do desembargador Carlos Prudêncio em |
| |1978. Dez anos depois, nas...
tracking img