Urbanismo Le Corbusier

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 9 (2132 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 6 de novembro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Sintese do Livro “ Urbanismo” De Le Corbusier.

“A Cidade é um instrumento de trabalho.
As cidades já não cumprem normalmente essa função. São ineficazes: desgastam o corpo,
contrariam o espirito.
A Desordem que se multiplica nelas é ultrajante: Sua Decadencia fere nosso amor-proprio e
melindra nossa dignidade.
Elas não são dignas da época: já não dignas de nós.”
Le Corbusier

PrimeiraParte: “O homem caminha em linha reta porque tem um objetivo: sabe aonde vai,
decidiu ir a algum lugar e caminha em linha reta.”
O raciocínio de Le Corbusier falando sobre caminhos que deu diferenças entre Mulas e
Homens, diz sobre seu sentimento sobre os caminhos adaptados em uma cidade, aonde ele
quis dizer aonde existe ruas retas com poucas curvas e pouca nivelação, é considerado ordempublica em sua visão. Quando começou o inicio de uma cidade, eles não tinham ferramentas
adequadas para fazer uma tecnologia, então algumas partes das cidades eram sobre curvas e
montanhas, considerada: Caminhos das mulas, que se inicou no século X. A ordem começou a
ser feita a partir do Seculo XVI, em 1650 em diante.
Ao Decorrer dos séculos, a população começou a se expandir e nelas as cidadese países a
crescer também, e a desordem também imperava em vários países, então começou-se a surgir
o Urbanismo no século XVIII.
“O ângulo reto é o instrumento necessário e suficiente para agir porquanto serve para fixar o
espaço com um rigor perfeito.”
A ordem já tinha sido estabelecida em alguns países e em algumas cidades, enquanto em
outras nem havia surgido está ideia de ordem publicae urbana.
Quando se trata de ângulo reto como Le Corbusier disse, ele quis tratar a visão serial, a forma
de ver e organizar e aplicar a ergonomia, em ruas retas, quarteirões corretos em tamanho e
largura, quanto em ordem urbana, quanto mais limpo o local, melhor a visão.
“ Pode-se dizer que enquanto mais obras humanas se afastam da preensão direta, mais
tendem a pura geometria, Livre o Homemtende a pura geometria. Faz então o que chamamos
de ordem.”

Conforme há visão, também nota-se uma surpresa ou algo surpreendente, chamado de
sentimento, a cada obra construída, um sentimento extravasa, principalmente do Arquiteto.
Em meio aos sentimentos Le Corbusier classifica o sentimento em 3 partes:

a-) O animal Humano – Primario com sua sagacidade de animal, com seu faro einstinto. Cria
um estado de equilíbrio inferior, mas perfeito em si.
b-)Os povos – sai da vida animal para em uma união de humanos, para criar uma cultura. Onde
se cria, algo sucessivo ou fracassos, atrás de algo desconhecido a se conquistar.
c-) Os momentos de apogeu – aonde existe o sucesso, a evolução e a conquista do
desconhecido que se chama de aprendizado. Aonde eleva o nosso espirito emestados
diferentes do comum, quando se constroe algo na mente, apreciamos, e medimos,
reconhecemos o melhor, uma proporcionando a outra. O Espirito nos leva a geometria.
A perenidade é um sentimento importante, é uma coisa que nos deixa fora de cogitação e
mostra que conseguimos fazer coisas melhores, o que acaba decepcionando em primeira vista,
mas se refletir, encoraja e incute confiança. Assimse surge uma obra, com os esforços da mão
de obra. Aonde começa-se a revolução industrial, construção de New York, onde ele critica,
que Nova Iorque é uma cidade Caotica mas ao mesmo tempo bela, a reformulação do centro
de Paris, a Revolução Inglesa como símbolo a roda gigante que considerada Idade do Aço, em
comparação a conquistas de obras marcantes com ênfase a nova tecnologia, junto aengenharia.
“Caberá a cidade permanecer, o que resultara de outras coisas que não do Calculo. Será a
Arquitetura que é tudo que está para além do Calculo.”
A questão de escolha das melhores obras, dos melhores países é um critério sob classificação
por ordem e sentimentos visuais. Como Cataclismo : New York, Paraiso Terrestre: Istambul.
A cidade que chega tem, dentro dela, uma mecânica...
tracking img