Urbanismo culturalista - camillo sitte, ebenezer howard, raymond unwin

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2304 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PROJETO URBANISMO III

URBANISMO CULTURALISTA

- Camillo Sitte
- Ebenezer Howard
- Raymond Unwin


Introdução
Urbanismo Culturalista

A corrente Culturalista surgiu por volta de 1880 e 1890, na obra de Camillo Sitte que curiosamente acentuou-se no sul e no leste da Grã-Bretanha, onde se predominou durante uma grande e maior parte deste século. As bases do pensamento culturalistasforam estabelecidas por Sitte, Carlyle Pugin, Ruskin e William Morris.
A cidade do século XX é vista pelos culturalistas como em processo de deterioração de suas qualidades espaciais, no sentido da perda de valores historicamente ocultos.
As propostas do culturalistas Camillo Sitte, Ebenezer Howard e Raymond Unwin, consta-se que o espaço das cidades pré-industriais ofereceu possibilidades arealização de uma cultura urbana.
O Urbanismo Culturalista contrapôs a noção de orgânico a de racional preconizada pelo funcionalismo.
A abordagem histórica como método de analise dos espaços urbanos foi uma excelente contribuição dos culturalistas.
O modelo culturalista é baseado no contexto histórico social da cidade pré-industrial, isto é, olha para o passado e busca a caracterização dosespaços urbanos segundo valores históricos e unidade territorial, social e espacial.

CAMILO SITTE

Camilo Sitte nasceu em Viena em 17 de abril de 1843. Era um arquiteto inspirado numa teoria de cidade ideal (sem espaços diferenciados), apoiado em análises de fragmentos de cidades antigas que conhecia, destacava o seu carácter urbano e artístico do seu tempo. Era contra a demolição dos antigosnúcleos, dos espaços simbólicos. O desenho do Sitte era tridimensional movido pelo gosto e sensibilidade e não era uma questão de geometria ou economia, era possível dizer que os técnicos modernos que nos sucedem, armados de esquadros e compassos, pretendiam resolver as delicadas questões de gosto com a grosseria geométrica, ou seja, eles se preocupavam com a estética moderna das cidades. Este métodode Sitte, tem como objetivo livrar-nos do sistema moderno dos conjuntos de casas regularmente alinhadas, salvar o que nos resta das cidades antigas e aproximar sempre mais nossas criações atuais do ideal dos modelos antigos. Antigamente não se desembocava mais de uma rua em cada esquina da praça, assim cada ponta dela deve ter uma perspectiva das ruas, sendo modulados pelas colunetas. Hoje estasobras antigas, estas maneiras de se projetar uma cidade, possuem um efeito sem nexo e enfadonho.
Sitte, tinha um fascínio pela cidade medieval, por como as pessoas se relacionavam. A cidade deve possuir um efeito artístico e de obra de arte. As praças eram uma necessidade de primeira ordem, pois nelas se aglomeravam tudo e todos. Ele valorizava o centro das praças livres de elementos, com efeitoartístico e com muita harmonia. Elas eram recheadas de monumentos, obras, ricos e nobres de arte, proporcionando para as pessoas paz de espírito. Nos nossos dias, isto tende a ser dividido ou substituído por lugares fechados. As igrejas estão sempre apoiadas, de um ou de vários lados, em outros prédios e formam com eles grupos de praças. A posição da igreja no meio da praça não pode ser defendidanem em nome do interesse do construtor, pois esta localização o obrigada a erigir, com grandes gastos, em redor de suas amplas fachadas, todos os elementos de arquitetura, tais como cornijas, os socos, etc.. Encostando um ou dois lados do edifício em outras construções, o arquiteto pouparia todas essas despesas e assim as fachadas poderiam ser totalmente construídas em mármore e ainda sobrariamfundos suficientes para enriquecê-las com estátuas. As praças serviam como objeto prático e formavam um todo com os edifícios (possuindo sempre recuos) que as rodeavam. Hoje elas servem como locais de estacionamentos de veículos e não tem nada a ver com as casas que dão para elas, catedrais perderam sua atmosfera de paz, perdemos em grande parte o que contribuía para o esplendor das praças...
tracking img