Unasul

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3218 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
1. UNASUL: aspectos históricos e sociais
Com o fenômeno da globalização o mercado internacional se tornou bastante competitivo, diante disso, somente os mais fortes prevalecem. O que acontece é uma ininterrupta disputa por mercados em âmbito global.
Com o intuito de fortalecer economicamente, muitos países se unem para alcançar mercados e verticalizar a sua participação e influência comercialno mundo. A criação de blocos econômicos estreitou as relações econômicas, financeiras e comerciais entre os países que compõe um determinado bloco econômico.
Nesse sentido surge a ideia de integração das Nações Sul Americanas, fruto do desejo de aprofundamento das relações regionais entre os países da América do Sul, iniciado anos atrás pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso-Brasil,que propôs em reunião entre diversos presidentes sul-americanos a idéia de união no subcontinente.
A América do Sul é uma região que apresenta um enorme potencial. Possui uma extensão de 17.6 milhões de quilômetros quadrados. A diversidade do seu território guarda ecossistemas diversos, como o Caribe, a Amazônia, a Cordilheira andina, o Pantanal, a Pampa, o Cerrado ou as regiões geladas do sul docontinente. Sua população é de 377 milhões de habitantes e seu produto interno bruto de US$ 1,5 trilhão.

Por outro lado, a região é fundamental para o futuro da humanidade, uma vez que possui abundantes recursos energéticos renováveis e não renováveis, grandes reservas minerais, significativos mananciais de água, um enorme potencial de produção de alimentos e riquíssima biodiversidade.Dispõe, além disso, de um importante e diversificado parque industrial, universidades e centros de pesquisa científica e tecnológica de excelência. Não há dúvida, então, que as potências, especialmente os EUA, querem estender seu domínio na região.

Ainda assim, precisa-se reconhecer que as relações multilaterais nas esferas da segurança e da defesa avançaram, pois nesta área da diplomacia dos Estados,muito relacionada com a capacidade de manter a soberania dos mesmos, existe, até o momento, a preferência pelas relações bilaterais. É neste último nível que as cooperações institucionais e os exercícios militares entre forças armadas sul-americanas se mantém, desde pelo menos, 1960, com a prevalência de acordos país-país, preservando as respectivas soberanias dos Estados.
No longo caminho daAmérica Latina em defesa da soberania e às vésperas dos 200 anos do grito de independência em toda a região, uma nova cúpula de presidentes quer assentar as bases da integração sem os Estados Unidos.
No ano de 2004, na cidade peruana de Cusco reuniram-se presidentes de doze nações e redigiram a Declaração de Cuzco, por ocasião da III Reunião de Presidentes da América do Sul, e de Ayachuco. Em2005, com a I Reunião de Chefes de Estado da CASA, em Brasília, pela Declaração Presidencial e Agenda Prioritária e pelo Programa de Ação, definiu-se a prioridade na integração de infra-estrutura e energética. Avanços políticos como a Iniciativa para a Integração da Infra-estrutura Regional Sul-americana (IIRSA).
Desses encontros surgiu o documento em que continha as bases da criação de um projetoque integraria todos os países em torno de objetivos comuns nas áreas econômica, social e política. Dentro deste objetivo, espera-se uma coordenação e cooperação maior nos segmentos de educação, cultura, infra-estrutura, energia, ciências e finanças. O projeto inicial levou o nome de “Casa”-Comunidade Sul-Americana das Nações, somente na Reunião Energética da America do Sul, que aconteceu no anode 2007 na Venezuela alterou-se o nome para Unasul.
A principio o ato pode ser visto tão somente como fato cotidiano entre as chancelarias, dentro do que convencionou-se chamar de relações internacionais ou políticas externas dos países, no entanto pode ser compreendido como a força motriz que pode ser compreendido como um momento novo, uma possibilidade de formar uma política em esfera...
tracking img