Uma proposta a favor do futuro, a educação como ferramenta para o desenvolvimento sustentável

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4303 palavras )
  • Download(s) : 1
  • Publicado : 8 de julho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Uma Proposta a Favor do Futuro,
A Educação como ferramenta para o desenvolvimento sustentável

Como tudo Começou?

O termo foi utilizado pela primeira vez em 1980 pela a Aliança Mundial para a Natureza (UICN). Em 1983, a Assembléia das Nações Unidas encomendou um relatório à comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, presidida pela Primeira Ministra da Noruega, Sra.Brundtland. Sua equipe era composta de 22 membros internacionais, entre os quais ministros de estado, cientistas e diplomatas. O relatório desta comissão, publicado em abril de 1987 e posteriormente denominado "Nosso Futuro Comum", vem difundindo o conceito de desenvolvimento sustentado, que passou a figurar sistematicamente na semántica de linguagem internacional, servindo como eixo central depesquisas realizadas por organismos multilaterais e mesmo por grandes empresas. Relatório este no qual se dizia que um desenvolvimento é duradouro quando "responde às necessidades do presente sem colocar em perigo as capacidades das gerações futuras para fazer o mesmo". Isso denota a preocupação do ser humano já na década de 80, pós-guerras e industrialização das grandes potências mundiais,assoladas por intemperes climáticas causadas pelos gases e detritos da indústria pesada, em melhor gerir o meio ambiente.

O desenvolvimento sustentável tem sido matéria amplamente discutida nos dias atuais, principalmente após as recentes pesquisas que apontam para a escassez dos recursos naturais, já que estes não se renovam no mesmo ritmo que o ser humano os deteriora. O desenvolvimentosustentável é tão discutido pela necessidade do ser humano em encontrar formar de adequar seu desenvolvimento ao meio ambiente, propiciando sua renovação e garantindo a perpetuação da espécie humana no planeta terra, seria então um modelo eco-econômico capaz de prover riquezas simultaneamente ao fornecimento de modos de impedir a destruição da natureza, seria um meio termo entre progresso e degradação.Os opositores ao desenvolvimento sustentável, hoje minoria no mundo, atacavam o sistema sob o argumento de que não era possível preservar e progredir ao mesmo tempo, apelidando os ecologista e ambientalistas de "ecochatos" e taxando-os de anti-progressistas. Hoje em dia o cenário é muito diferente, proliferam-se Organizações não-governamentais (ONG´s) em defesa do meio ambiente e odesenvolvimento sustentável está comprovadamente possível de ser realizado, caindo por terra as argumentações de modelo utópico e sem aplicabilidade.

O que adianta o progresso se as gerações futuras não terão condições mínimas de sobrevivência por inexistência de recursos naturais? Para que tanto progresso se ao final chegaremos à descoberta que dinheiro não se transforma em comida, água eoxigênio para nossa sobrevivência? Estes são alguns dos questionamentos que tem levado o ser humano a estudar o meio ambiente e entender seus processos, de forma a viabilizar formas de garantir que as futuras gerações possa tomar proveito. O modelo sustentável, busca satisfazer as necessidades mais básicas do animal homem.

O homem sempre buscou diferenciar-se dos animais e para isso instituiu apalavra "civilizado" para marcar bem sua diferença dos demais mamíferos, do qual ele faz parte. Essa busca de diferenciação levou o ser humano a desvincular-se da natureza, acreditando não fazer parte dela. Tanto é verdade, que quando nos referimos a meio ambiente pensamos em florestas, bosques, cachoeiras, animais silvestres e não nos inserimos no pensamento. Hoje em dia, a moderna doutrinaambiental, define meio ambiente como um conjunto de relações humanas e não humanas, existindo o meio ambiente natural, o meio ambiente do trabalho, o meio ambiente cultural e o meio ambiente criado pelo homem, que seriam as cidades e etc.

Tudo é meio ambiente e este é patrimônio de todos, sendo também dever de todos preserva-lo para as presentes e futuras gerações, consoante a Carta Magna...
tracking img