Um texto complexo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1774 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Capítulo XI

Precipitação Pluviométrica

Objetivos:

1. 2. 3. 4. 5.

Definir chuva e destacar a sua importância agronômica Explicar o processo de formação da chuva Distinguir entre os diferentes tipos de chuva Aplicar o método de Thiessen para chuva média Conceituar precipitação efetiva

Desenvolvimento:

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9.

Generalidades Processo de Formação da Chuva Tiposde Precipitação Medida da Precipitação Precipitação Média – Método de Thiessen Precipitação Efetiva Conclusões Exercícios Propostos Bibliografia Citada e Recomendada

FUNDAMENTOS DE METEOROLOGIA E CLIMATOLOGIA
Prof. Aureo S. de Oliveira – NEAS/UFRB

1. Generalidades
• Precipitação pluviométrica ou chuva → processo pelo qual a água condensada na atmosfera atinge gravitacionalmente asuperfície terrestre. Importância e variabilidade temporal e espacial das chuvas.



2. Processo de Formação da Chuva
2.1. Condensação do Vpd Atmosférico Núcleos de condensação → superfície de contato para condensação do vpd. Concentração na atmosfera = 2000 a 5000 unidades/cm3. Tipos de núcleos → partículas de poeira, sal marinho, óxido de enxofre e fósforo provenientes das chaminés industriais. Oestado de saturação na atmosfera, responsável pela condensação em torno dos núcleos, pode ser conseguido de duas maneiras: a. Pelo aumento da pressão de vpd na atmosfera, até um valor de saturação nas condições reinantes de pressão e temperatura (aumento da quantidade de vpd) b. Pelo resfriamento do ar úmido até a temperatura do ponto de orvalho, mantendo constante a pressão de vpd no ar. 2.2.Coalescência Elementos de nuvem → gotículas de pequeno diâmetro (100 micra) em suspensão na atmosfera. A capacidade de sustentação é maior que a ação da gravidade. Podem evoluir para elementos de precipitação. Elementos de precipitação → formados a partir dos elementos de nuvens, através do fenômeno da coalescência, são maiores que os elementos de nuvem. O tamanho, portanto, diferencia entre elementosde nuvens e elementos de precipitação (2 mm). Condições determinantes da coalescência: 1. Diferenças de temperatura entre os elementos das nuvens → partículas mais energéticas dirigem-se em direção às menos energéticas 2. Diferenças de tamanho entre os elementos das nuvens → menores partículas em direção às maiores, por diferença de gradiente superficial. 3. Movimentos turbulentos dos elementosdas nuvens → maiores partículas absorvem as menores, devido aos choques. A tendência é o aumento das gotículas. 4. Existência de cargas elétricas entre os elementos de nuvens → cargas elétricas opostas se atraem, para o crescimento das gotículas.

Capítulo X – Precipitação Pluviométrica

FUNDAMENTOS DE METEOROLOGIA E CLIMATOLOGIA
Prof. Aureo S. de Oliveira – NEAS/UFRB

3. Tipos dePrecipitação
Existem três causas primárias de formação da chuva e todas elas têm a ver com a ascensão de massa de ar quente e úmida na atmosfera (FELLOWS, 1975). Tal massa de ar ascende a um nível de menores temperaturas, onde o ponto de orvalho pode ser atingido ou excedido. As diferentes causas de formação e ocorrência da precipitação: Precipitação orográfica → resulta quando uma massa de ar quente eúmida movendo-se ao longo de uma região é forçada a ascender, devido a uma obstrução, como altas cadeias de montanha (Figura 1).

Figura 1 – Precipitação orográfica. Precipitação convectiva → resulta como uma massa de ar instável rapidamente se eleva na atmosfera a partir de uma área que se aqueceu. Precipitação frontal → resulta do confronto entre duas grandes massas de ar, uma quente e outra fria.Se a massa fria é a que avança, o resultado é uma frente fria; se a quente avança, uma frente quente se desenvolve. (Figura 2)

Figura 2 – Precipitação frontal (frente fria – esquerda e frente quente – direita). (Fonte: VAREJÃO-SILVA, 2001). Segundo FELLOWS (1975) pode-se dizer que chuvas orográficas são típicas de regiões onde barreiras topográficas obstruem o livre movimento das massas...
tracking img