Um olhar a respeito do lugar da mulher na sociedade egípcia através da escrita, da literatura e da religião do antigo egito.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3196 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Civilização é uma palavra que possui várias definições, mas aqui tratarei dela como sendo o “conjunto das características que a vida coletiva de um grupo ou uma época apresenta” (BRAUDEL, Fernand: 1989 p.28). Assim, a sociedade que floresceu as margens do rio Nilo, que conhecemos como Civilização Egípcia foi uma das mais importantes e continua sendo até hoje.
Dela herdamos conhecimentos degrande importância que influenciam na arte, na arquitetura e na escrita, sendo a escrita de fundamental importância, uma vez que está é um indicio do passado que nos permite envergar vários detalhes dessa surpreendente civilização.
A escrita egípcia que sobreviveu ao tempo, nos mostra diversos aspectos sociais, políticos e culturais dessa sociedade, dentre esses muitos aspectos aqui destacaremos umpouco da literatura e da religião dessa sociedade, para tanto usaremos textos produzidos durante a primeira dinastia ate a trigésima, textos que são um excelente vestígio para compreendermos a sociedade, a cultura e a religiosidade desse povo.
Sobre esses textos é importante frisar que foram inicialmente registrados através da escrita hieroglífica, muitas vezes contando com os trabalhos de escribasdo sexo feminino, o que nos faz pensar que a mulher tinha um papel peculiar nessa antiga sociedade, de maneira que aqui também falarei da importância e do papel da mulher neste contexto.
A literatura em todos os tempos se consolida como uma excelente fonte de pesquisa para observarmos diversos aspectos da sociedade que a produz, como a literatura egípcia não ocorre fenômeno diferente, atravésdela podemos extrair vários aspectos da vida do povo que a escreveu, um povo que por meio de diversas narrativas nos deixou como herança um rico registro de sua história, suas práticas sociais, estruturas mentais com a clara intenção de perpetuar valores, tradições e costumes em um notável registro da cultura que floresceu nas margens do rio Nilo.
A invenção da escrita hieroglífica que remonta aoperíodo anterior ao estabelecimento das dinastias faraônicas, os primeiros caracteres que conhecemos datam de aproximadamente 3200 antes da era cristã e já se apresentam como uma língua escrita já plenamente desenvolvida. O que, de fato, torna a escrita hieroglífica e os textos produzidos com ela produções difíceis de serem decifradas e mesmo interpretadas, pois se trata de uma escrita de umacultura, há muito tempo, “morta” e que expressão ideologias e valores culturais que não correspondem aos nossos, não podem esquecer que,
O Egito antigo move-se sob outro tipo de lógica e sua vida social estrutura-se de maneira bem diversa da nossa, a ponto de sentirmos alguma dificuldade, em nos aproximamos desse mundo tão diferente... sua atitude em relação à arte, arquitetura e escrita, fortementeimpregnada por uma religião até hoje não compreendida de modo completo e inequívoco”. (ARAUJO, Emanuel: 1942 p.21).
O desenvolvimento da escrita permitiu ao povo egípcio a divulgação suas idéias através do Vale do Nilo, estabelecer comunicação em todo território e dando aos governantes certo controle sobre os impostos. De fato, existiam duas formas principais de escrita: a escrita demótica (maissimplificada e usada para assuntos do cotidiano) onde a agilidade e rapidez para desenhar se fazem necessárias, pois se impunha para os textos como cartas, relatórios, contabilidade e etc. E a hieroglífica (mais complexa e formada por desenhos e símbolos).
As paredes internas das pirâmides eram repletas de textos que falavam sobre a vida do faraó, rezas e mensagens para espantar possíveissaqueadores. Essa escrita podia ser feita em muitos tipos de materiais “um dos mais conhecidos é a superfície de paredes, colunas e portas dos templos e túmulos. Onde se encontram narrados os feitos dos soberanos. Mas também grande numero de autobiografias e matéria religiosa... podiam conter inscrições... vasos, sandálias, cadeiras, estatuas, alem naturalmente no próprio sarcófago” (ARAUJO, Emanuel:...
tracking img