Um olhar psicológico sobre os “meninos e meninas que moram nas ruas”

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1421 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE NORTE DO PARANÁ
SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO

UM OLHAR PSICOLÓGICO SOBRE OS “MENINOS E MENINAS QUE MORAM NAS RUAS”

Piripiri
2010
ANTONIO CLAUDIANO DE SOUSA

UM OLHAR PSICOLÓGICO SOBRE OS “MENINOS E MENINAS QUE MORAM NAS RUAS”

Trabalho apresentado para obtenção de nota parcial do curso de Graduação em Serviço Social, Bloco I, da Universidade Norte do Paraná(UNOPAR), orientado pela professora Lisnéia Rampazzo na disciplina Psicologia Geral.

Professora: Lisnéia Aparecida Rampazzo

Piripiri
2010
1. INTRODUÇÃO


As crianças e adolescentes em situação de rua constituem o único grupo que cresce sem supervisão parental moral e afetiva estável e permanente. De modo geral, são caracterizadas como crianças maltratadas, vítimas de abuso e/ounegligenciadas, testemunhas da violência ou autores de infrações. Além disso, a vida cotidiana dessas crianças possibilita e, às vezes, até mesmo exigem que leis e regras sejam transgredidas todos os dias. Assim, a rua, principal contexto de desenvolvimento dessa população, pode ser considerada como predispositor ao constante processo de vitimização e violência (PALUDO & KOLLER, 2005).
A Psicologia e apesquisa científica não oferecem respostas satisfatórias para várias questões relativas ao desenvolvimento de crianças em situação de rua. Alguns estudos afirmam que o viver na rua é prejudicial, ou retarda o desenvolvimento psicológico devido às experiências a que estas crianças estão expostas. Outros estudos mostram que a rua possibilita vivências cumulativas que promovem o desenvolvimento, e têmrevelado que crianças nessa situação apresentam altos níveis de stress e de exposição a riscos pessoais e sociais (HUTZ & KOLLER, 1997).
Segundo Donald & Swart-Kruger (1994) apud Cláudio & Helena, crianças em situação de rua são seres humanos em desenvolvimento, que podem apresentar algumas características psicológicas sadias, apesar das dificuldades impostas por um ambiente hostil. Paramanterem-se na rua, desenvolvem estratégias para lidar com circunstâncias que podem expô-las a riscos e podem torná-las vulneráveis.
“Porém, uma alternativa para um lar que garanta um desenvolvimento saudável para essas crianças deve ser encontrada. Mesmo que não cause grande dano psicológico, a rua não é um lugar saudável para qualquer ser humano viver” (HUTZ & KOLLER, 1997).

2. UM OLHARPSICOLÓGICO SOBRE OS “MENINOS E MENINAS QUE MORAM NAS RUAS”.

O objetivo desse trabalho é esclarecer os reais motivos que levam crianças a morarem nas ruas, como também demonstrar através de investigação, se há crianças nessas condições e quais os programas de apoio a meninos moradores de rua na cidade de Piripiri-PI.
Meninos de rua não são novidades no Brasil ou na história universal. Eles sãomoradores de rua por diversas causas, como: abandono familiar ou até falta da família, situação econômica, desemprego, desajuste social e problema psicológico. Nas ruas, eles têm liberdade de vida para fazer o que querem e o que pensam sem compromisso nem responsabilidade com nada. O que levam essas crianças a irem para a rua são as conseqüências ou opção. A filosofia de vida dessas pessoas é bastantecomplexa. Baseia-se no hoje, naquele momento; muitas vezes não tem sonhos, não tem esperança de mudanças. Estando com fome tem que conseguir algo para comer, não importa como, se pedindo, comprando, ou até roubando. Indivíduos que vivem nessa situação têm capacidade biológica de adaptação à fome, à sede, ao frio, falta de higiene corporal (sem banho, sem escovar os dentes), vivem sem confortonenhum. Outro fator impressionante é a resistência biológica às doenças causadas por vírus, bactérias, vermes e fungos. Crianças de rua são seres humanos que vivem fora do contexto social e a pobreza é um dos fatores que mais contribui para o desequilíbrio social (ANDRADE, 2006).
São vários os prejuízos que essas crianças sofrem em conseqüência da exclusão social. São vidas sem direito a:
•...
tracking img