Um olhar imperial e a invenção da áfrica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 6 (1321 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 30 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Um olhar imperial e a invenção da África
* Olhar imperial
Começaremos falando sobre o primeiro sub-tópico que é o “olhar imperial”. Os povos ocidentais, sempre foram conhecidos ao longo dos anos por terem uma maior capacidade e inteligência em relação aos outros povos sendo assim coube a eles contar a história e “classificar” os outros povos ao redor do mundo, entretanto eles cometeramseveros erros ao escrever sobre a África, com isso o termo africano acabou ganhando um significado “preciso”: negro, e sendo atribuído a este adjetivos como, frouxo, fleumático, indolente e incapaz. Como eles só tinham acesso à parte norte da África que tem fácil acesso pelo mediterrâneo, a “áfrica propriamente dita” que fica ao sul do Saara, acabou ficando sem história, na escuridão, e com isso ospovos que ali habitam, acabaram sendo taxados de selvagens, irracionais, preguiçosos e incapazes de contribuir para a sociedade. Então, por não se ter uma história sobre esse continente, as pessoas acabam achando ainda hoje, que a áfrica está fechada, sem contato com o resto do mundo, um “eldorado” recolhido em si mesmo, por causa desse pensamento o povo que ali viveu, foi considerado “dispensável” efoi escravizado, e hoje ainda a idéia que se tem deles mesmo que equivocada é que, eles são relaxados, preguiçosos e “sem cultura”.
* Repensando o continente africano
Documentos encontrados na África e na Europa mostram um intercambio entre as áfricas que destaca a historia das sociedades subsaarianas e a complexidade de suas organizações sociais e políticas. Nos meados do século xx que ahistoriografia e a antropologia da áfrica começaram a ser reconhecidas e foram tratadas de forma critica assim abriu possibilidades para que os preconceitos fossem revistos. Um importante trabalho foi da société africaine de culture com a revista presence africaine que se dedicaram a elaborar uma historia sobre a áfrica na época pre-colonização para resgatar os elementos culturais africanos queforam “mortos” com o colonialismo.
Os afro-americanos também fizeram uma vasta pesquisa para descobrir as especificidades históricas culturais da áfrica, mas a partir de 1960 graças a influencia dos nacionalismos independentes e na incessante busca pela identidade do continente foi aceito que deveria ter um novo método para negar a homogeneidade das “tribos africanas”. Com a reabertura de livros deautores do velho mundo mediterrâneo foram descobertas informações importantes como incursões marítimas ao longo da costa do atlântico ou as suas viagens pelo Saara. Outras escrituras que foram reabertas foram de autores da civilização islâmica medieval dos séculos xiii e xiv. Obras importantes como as de ibn battuta e ibn khaldun reconstruíam a historia das regiões ocidentais e central da áfrica noséculo ix e xiv, ou a descrição do império de Mali, da sua fundação,em 1235, até o seu fim durante o século xiv. Merecem destaque também manuscritos feitos por viajantes, traficantes de escravos, exploradores europeus por causa do contato com a realidade africana registraram como as instituições econômicas, políticas e sociais mantiam relações com os territórios que ocupavam.
A arqueologia emgeral ajudou bastante para recolhimento de informações, as cerâmicas, peças de osso, ferro, vidro e metal são submetidas às técnicas como a arqueometria, as de datação para a prospecção arqueológica e as de conservação. Esse trabalho todo se deve a grande riqueza de informações como origens dos objetos, como eram feitos e sua autenticidade.
Ao que se refere à tradição oral, é importante odesenvolvimento do método de coleta de informações, transmissão e interpretação delas. Na historia da áfrica isso tem suma importância, pois não só servem para identificar as origens das políticas e organizações sociais, mas também serve para compreender as mudanças históricas do século xviii e xix dos povos que constituíam o continente. A tradição oral não era só encontrada nos meios rurais mais também...
tracking img