Um complexo negocio na africa 2

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1223 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UM COMPLEXO NEGÓCIO NA ÁFRICA

Gestão em Marketing
Aluna: ESTELA NEVES DE ARRUDA
Prof: REYNALDO GARCIA

A negociação internacional é um campo bastante complexo, envolvendo inúmeras formas de realizar um negócio.
O Brasil não representa hoje 1% do comércio internacional, ou seja, a atuação do país como um todo é bastantelimitada, focando-se no mercado interno.
No entanto, entrar em novos mercados externos exige investimento, pesquisas, modelos novos de negócios, riscos e perseverança. Não é coisa para amadores nem para sufocados, que buscam retorno imediato e atiram-se no mercado externo na tentativa de obter crescimento de vendas da noite para o dia. Em 2002, ocorreu uma edição do SalãoInternacional de Alimentação (SIAL), em Paris, que é uma das maiores exposições mundiais deste gênero, sendo um evento bianual. Nessa ocasião a APEX apoiou a participação de diversas empresas brasileiras em um stand coletivo, visando fomentar as exportações agrícolas brasileiras.
A Agroarroz é uma tradicional empresa agrícola especializada em industrializar arroz, oferecendo uma gamade produtos, tais como: arroz branco, parboilizado, integral, orgânico, produtos instantâneos e para micro-ondas à base de arroz.a guerra é por preço e os custos são determinantes para a competitividade.
A empresa estava em busca de um segmento alternativo de maior valor agregado para atuação e identificou o mercado de produtos orgânicos como promissor. No entanto, esse mercadonão é muito valorizado no Brasil, mas sim no exterior, onde pesadas certificações são exigidas para a comprovação de que o produto é realmente orgânico.
O espaço negociado pelo governo para a instalação das empresas era limitado e foi bastante disputado.Quando a empresa finalmente se decidiu, os melhores lugares já tinham sido vendidos, Mesmo assim, a empresa decideparticipar, pois essa seria sua primeira experiência em mercados externos e necessitava entender melhor toda essa dinâmica. Durante todo esse processo Raul, consultor em comércio exterior, havia sido contratado para assessorar a empresa na organização do evento e acompanhar o empresário Valter, sócio-gerente, nas negociações.
Valter não tinha experiência em negócios internacionais e nãodominava idiomas ,necessitando apoio durante toda a preparação e principalmente durante as negociações.
Foi no terceiro dia de feira vendo que estava dificil , O Valter resolve oferecer uma degustação no stand como forma de atrair potenciais clientes. São preparadas porções de arroz carreteiro, que é um dos produtos oferecidos pela Agroarroz (arroz carreteiro paramicro-ondas).
Jean Baptiste passava pelo estande quando lhe foi oferecida uma porção do arroz carreteiro, que aceitou e seguiu em sua caminhada. O sabor e a qualidade do produto despertaram a atenção de Jean Baptiste, que imediatamente retornou ao estande e quis saber quem era o fabricante do produto.
A República dos Camarões é um país africano, com cerca de 17milhões de habitantes, ocupa uma área de 475.442 km² e tem um PIB per capta inferior a U$ 1.000,00. É um país pobre, composto por mais de 250 grupos étnicos, tendo o inglês e o francês como idiomas oficiais.
O produto com o qual JB costumava trabalhar era muito inferior ao oferecido pela Agroarroz; era composto basicamente com grãos quebrados. Isso significava que, caso viessem anegociar, não haveria necessidade de controle dos lotes específicos, uma vez que nem que quisessem conseguiriam produzir com qualidade tão baixa, ou seja, o que saísse da linha de produção estaria bastante acima da qualidade média do produto comercializado na República dos Camarões.
Isso não era um simples pedido, mas sim uma encomenda equivalente a quatro meses de...
tracking img