Um amor conquistado - o mito do amor materno (elisabeth badinter)

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 445 (111014 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UM AMOR CONQUISTADO: O MITO DO AMOR MATERNO

Elisabeth Badinter

http://groups-beta.google.com/group/digitalsource

Um amor conquistado Sinopse
Será o amor materno um instinto, uma tendência feminina inata, ou depende, em grande parte, de um comportamento social, variável de acordo com a época e os costumes? É essa a pergunta que Elisabeth Badinter procura responder neste livro,desenvolvendo para isso uma extensa pesquisa histórica, lúcida e desapaixonada, da qual resulta a convicção de que o instinto materno é um mito, não havendo uma conduta materna universal e necessária. Ao contrário, a autora constata a extrema variabilidade desse sentimento, segundo a cultura, as ambições ou as frustrações da mãe. Não pode então fugir à conclusão de que o amor materno é apenas um sentimentohumano como outro qualquer e como tal incerto, frágil e imperfeito. Pode existir ou não, pode aparecer e desaparecer, mostrar-se forte ou frágil, preferir um filho ou ser de todos. Contrariando a crença generalizada em nossos dias, ele não está profundamente inscrito na natureza feminina. Observando-se a evolução das atitudes maternas, verifica-se que o interesse e a dedicação à criança nãoexistiram em todas as épocas e em todos os meios sociais. As diferentes maneiras de expressar o amor vão do mais ao menos, passando pelo nada, ou quase nada. O amor materno não constitui um sentimento inerente à condição de mulher, ele não é um determinismo, mas algo que se adquire. Tal como o vemos hoje, é produto da evolução social desde princípios do século XIX, já que, como o exame dos dadoshistóricos mostra, nos séculos XVII e XVIII o próprio conceito do amor da mãe aos filhos era outro: as crianças eram normalmente entregues, desde tenra idade, às amas, para que as criassem, e só voltavam ao lar depois dos cinco anos. Dessa maneira, como todos os sentimentos humanos, ele varia de acordo com as flutuações sócioeconômicas da história. São essas as conclusões a que chega Elisabeth Badinterneste seu controvertido estudo, que vendeu, quando de seu lançamento na França, mais de meio milhão de exemplares.
1

Este livro foi digitalizado e distribuído GRATUITAMENTE pela equipe Digital Source com a intenção de facilitar o acesso ao conhecimento a quem não pode pagar e também proporcionar aos Deficientes Visuais a oportunidade de conhecerem novas obras. Se quiser outros títulos nosprocure http://groups.google.com/group/Viciados_em_Livros, será um prazer recebêlo em nosso grupo

1

Elisabeth Badinter Um Amor Conquistado: o Mito do Amor Materno
Tradução: WALTENSIR DUTRA EDITORA: NOVA FRONTEIRA

Título original: L'AMOUR EN PLUS © 1980, FLAMMARION, Paris
Direitos de edição da obra em língua portuguesa, no Brasil, adquiridos pela EDITORA NOVA FRONTEIRA S/A Rua Bambina, 25 -Botafogo - CEP: 22.251 - Tel.: 286-7822 Endereço Telegráfico: NEOFRONT - Telex: 34695 ENFS BR Rio de Janeiro, RJ. Revisão de tradução: MARIA LUÍSA X. DE A. BORGES Revisão tipográfica: WILSON CHAVES, CANTALICE MARIA OLIVEIRA LIMA ADELAIDE DE AMORIM OLIVEIRA CIP-Brasil. Catalogação-na-fonte Sindicato Nacional dos Editores de Livros, RJ. Badinter, Elisabeth. B126a Um Amor conquistado: o mito do amormaterno.. Elisabeth Badinter; tradução de Waltensir Dutra. — Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985. Tradução de: L'Amour en plus 1. Amor materno I. Filosofia francesa..Dutra, Waltensir II. Título 85-0655 CDD — 194 649.1 173
E

MARIA

AGRADECIMENTOS
Este livro é o resultado de um seminário realizado durante dois anos na Escola Politécnica. Isso significa que ele deve muito à paciência e aohumor dos meus alunos. A eles dedico portanto esta obra, que prolongadamente "maternaram" comigo.

SUMÁRIO
Prefácio à edição de bolso – 9 Prefácio - 19 I. O AMOR AUSENTE - 25 1. O longo reinado da autoridade paterna e marital - 29 2. A condição da criança antes de 1760 - 53 3. A indiferença materna - 85 II. UM NOVO VALOR: O AMOR MATERNO - 145 1. Em defesa da criança - 149 2. A nova mãe - 201...
tracking img