Ulcera de decubito

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3593 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DA UNAERP CAMPUS GUARUJÁ Níveis de prevenção em úlcera de pressão.
Ana Paula Siqueira Docente do curso de Fisioterapia Unaerp – Universidade de Ribeirão Preto – Campus Guarujá Elizabeth dos Santos Marculino Sales Graduando em Fisioterapia Unaerp – Universidade de Ribeirão Preto – Campus Guarujá bethfly@hotmail.com Gabriela Santos Dias da SilvaGraduando em Fisioterapia Unaerp - Universidade de Ribeirão Preto - Campus Guarujá gabi.fisio85@hotmail.com Este simpósio tem o apoio da Fundação Fernando Eduardo Lee

Resumo A úlcera por pressão é um problema grave não somente para o indivíduo como para as Instituições que recebem pacientes com um quadro clínico suscetível a desenvolver lesões teciduais. Podendo ter o quadro inicial agravadodecorrente de infecção, e causando altos custos para a Instituição, sendo que estes tipos de lesões são de fácil prevenção. Este estudo tem como objetivo verificar em publicações anteriores as condutas de prevenção de úlceras por pressão, agrupando-as em três níveis; primário, secundário e terciário. E para ressaltar a necessidade e importância de implantar em Instituições privadas e principalmentepúblicas, medidas que visam a prevenção, o que resultará em redução de gastos com tratamento, e melhora na qualidade de vida dos pacientes. Conclui-se que é essencial a implantação de medidas preventivas nas Instituições, englobando uma equipe multidisciplinar, que deverá ser qualificada para identificar os pacientes com risco elevado para desenvolverem lesões por pressão. E nos estudos citados, a maiorparte foi desenvolvida por enfermeiros, o que sugere a necessidade de uma atuação mais presente por parte dos Fisioterapeutas, e estudos científicos da aplicação técnicas específicas da área. Palavras chave: Lesões por pressão, Prevenção, Fisioterapia Seção 1 – Curso de Fisioterapia – Meio Ambiente. Apresentação: pôster 1. Introdução

1

As úlceras por pressão são definidas como uma árealesionada, localizada na pele, que pode atingir tecidos como epiderme, derme, hipoderme, dependendo do seu grau, podendo expor até mesmo tecido muscular e ósseo. Causadas por pressão local prolongada, tensão tangencial, fricção e ou uma combinação desses fatores, resultando em colapso dos vasos sanguíneos, diminuindo a circulação local, e em conseqüência, o aporte de nutrientes e oxigênio para ostecidos, o que pode causar anóxia tissular e morte celular, sendo que seu estágio mais avançado é necrose tecidual 1,3. A maioria das úlceras por pressão localiza-se na região inferior do corpo, tendo maior prevalência nas seguintes regiões: sacro, tuberosidade isquiática, trocanteriana, maléolos laterais e calcâneos(1, 5,6). O sistema de classificação mais aceito e utilizado é o elaborado pelaNational Pressure Ulcer Advisory Panel (NPUAP), que descreve as úlceras de pressão através das combinação dos sistemas de estadiamento mais comum, e também é utilizado para classificar outros tipos de feridas. Para registrar os estágios das lesões o profissional de saúde deve estar familiarizado com o vocabulário necessário a uma descrição e mensuração precisas. A classificação é separada por quatroestágios, elucidados a seguir - Estágio 1: alteração observável relacionada com pressão na pele íntegra, podendo ter mudança em um ou mais das seguinte condições; temperatura da pele, consistência tecidual, e/ou sensibilidade. Manifesta-se como uma área definida de hiperemia persistente na pele. Estágio 2: Perda cutânea de espessura parcial envolvendo epiderme ou derme, superficial, apresentandoabrasão, bolha ou cratera rasa. Estágio 3: Perda cutânea total envolvendo lesão ou necrose do tecido subcutâneo, que pode estender-se até a fáscia subjacente. Clinicamente manifesta-se como uma cratera profunda, com ou sem comprometimento subjacente do tecido adjacente. Estágio 4 : Perda cutânea total com extensa destruição, com necrose tecidual, ou lesão muscular, óssea, ou de estruturas como...
tracking img