Uerj em greve

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (268 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Em 2012 UERJ vivenciou um marco em sua história: A greve unificada entre os professores, alunos e técnicos-administrativos. Cada segmento possui uma motivaçãoespecífica mais relevante ao ponto de chegar ao ápice de entrar em greve a categoria, porém todos se uniram por concordar que o atual reitor está atrelado ao governodo Estado em uma busca de interesses, não valorizando problemas e dificuldades enfrentadas pela UERJ a fim de melhorá-las.

O principal motivo dos professoressem dúvida foi a DE (DEDICAÇÃO EXCLUSIVA), tendo em vista que a UERJ é a única faculdade pública do país que não possuía esse direito. Os alunos se uniram e entraramem greve, por diversos motivos, sendo os principais: aumento da bolsa estudantil e melhores condições de infra estrutura em seu ambiente de estudo. Já osservidores técnicos-administrativos entraram em greve, pois trabalham em ambientes com péssimas condições de trabalho e infraestrutura, como é o caso do HospitalUniversitário, e principalmente por não possuíres um plano de cargos e carreira.

A greve foi marcada por inúmeras Assembleias que visavam abordar esses problemas a fim desolucioná-los junto ao Governo do Estado. Teve duração de 103 dias, sendo retomadas as aulas no dia 24 de setembro.

As principais conquistas de greve foram: oamento da bolsa dos estudantes em R$100,00 e a conquista da dedicação exclusiva por parte dos professores, apesar da greve ter terminado com o envio do projetopara a Assembleia Legislativa (ALERJ), sendo este aprovado no quarto dia de aula pós greve. Já os técnicos administrativos permanecem em greve até a presente data.
tracking img