Turismo rural acolhida na colonia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3422 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
AGRO TURISMO: UMA ALTERNATIVA AO ÊXODO RURAL. O CASO DA ASSOCIAÇÃO “ACOLHIDA NA COLÔNIA”

João Luiz van Ham Mello
Universidade Federal de Minas Gerais

Resumo:
Este artigo objetiva apresentar o agro turismo como forma de conter o êxodo rural, a partir do caso “Acolhida na Colônia” reportado pelo programa “Os Brasileiros” da Rede Globo em 2009. Esta análise inicia-se pela contextualizaçãobreve do êxodo rural no Brasil e a conceituação de agro turismo a fim de se entender o turismo como um fator limitante ao movimento campo - cidade, concluindo-se que este se trata de um efetivo estímulo ao desenvolvimento rural e, portanto, motivo de permanência das famílias tradicionalmente rurais em seus espaços de pertencimento.

Palavras-chave: Agro turismo; Êxodo rural; Acolhida na colônia.*Graduando em Turismo pela Universidade Federal de Minas Gerais. E-mail: joaovanham@hotmail.com
Metodologia
Para compor este estudo pretendeu-se através de levantamento de dados secundários, identificar os conceitos de agro turismo e a atual situação do espaço rural brasileiro no que diz respeito ao êxodo destas populações. Após a identificação dos conceitos, analisou-se o caso específico daAssociação “Acolhida na fazenda”, apresentada pelo programa televisivo “Brasileiros” no ano de 2009 pela Rede Globo de Televisão que, abordou o assunto de forma a demonstrar como o Projeto “Acolhida na fazenda” foi criado e desenvolvido, levando em consideração os aspectos essenciais para este estudo de caso.
Pretende-se, portanto, a partir do caso descrito, fazer uma análise de como aatividade turística na localidade contribuiu para o estimulo e permanência dos moradores a desenvolver suas propriedades a partir de uma nova perspectiva, o agro turismo.

Introdução
Desde a década de 1970, formas alternativas de desenvolvimento social e econômico têm sido pautadas por diversas conferências e discussões em todo o mundo, a fim de satisfazer as preocupações com o meio ambiente e os modosalternativos ao capitalismo moderno que influi na economia, na vida social e nos padrões de vida e consumo. O turismo não à parte das discussões sobre o desenvolvimento dito, “sustentável”, passou a adotar práticas que condissessem com os ideais da época. Surgiu primeiramente em países da Europa e nos Estados Unidos, segmentos de mercado que tinham como princípios básicos, a preservação danatureza, a valorização da cultura assim como do modo de vida e das diferenças entre os diferentes povos. Embora tais práticas estivessem em vogue na época, mas também na atualidade pós-globalizada, a fatia de mercado que engloba tais práticas ainda é muito reduzida se comparada ao turismo sol e praia, massificado no Brasil.
O agro turismo pode ser entendido, segundo Barrera (2000 apud BRICALLI, 2005),pela interação do turista com a natureza e com as atividades agrícolas. Como questão fundamental ao agro turismo estaria à participação do visitante na execução ou apreciação nas lidas campeiras da propriedade.
Os turistas atraídos pelo agro turismo buscam fugir do caos urbano, do trânsito, e da poluição visual e sonora das cidades. O movimento destes turistas, cidade-campo é contrário a ummovimento que durante décadas no Brasil, foi responsável por grandes migrações, o êxodo rural. Diante desta perspectiva, este artigo propõe apresentar o turismo rural como limitador do movimento migratório campo-cidade, o qual aponta para o desenvolvimento local do meio rural.
Como base para este estudo, apresenta-se o caso da Associação Catarinense, “Acolhida na Colônia”, a qual promove e fomenta oagro turismo em mais de trinta municípios catarinense e envolve cerca de 175 famílias que, apoiadas pelo projeto, recebem turistas nas propriedades rurais onde vivem.

Contextualização do recente êxodo rural brasileiro
A partir da década de 1930 até os meados da década de 1950, os fluxos migratórios do Brasil ganharam força e direção em sentido às regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, “(...)...
tracking img