Trypanosoma Cruzi

Páginas: 6 (1401 palavras) Publicado: 5 de dezembro de 2014



Trypanosoma cruzi
e
Doença de Chagas.


Relações Parasitas e Hospedeiros.
19 de novembro de 2014.

1. INTRODUÇÃO
O Trypanosoma cruzi é um protozoário agente etiológico da doença de Chagas (tripanossomiase americana, ou esquizotripanose) que constitui uma antroponose freqüente nas Américas, principalmente na América Latina. Este protozoario e a doença foram descobertos e descritospelo grande cientista Carlos Ribeiro Justiniano das Chagas.
Vetor: o triatomíneo conhecido pelo nome de barbeiro, fincão, chupança entre outras dependendo da região.
A doença de Chagas constitui um grande problema social e sobrecarga para os órgãos de previdência social, com um montante de aposentadorias precoces nem sempre necessárias.
2. MORFOLOGIA
2.1 Hospedeiros Vertebrados
Sãoencontradas intracelularmente as formas amastigotas e extracelularmente as formas tripomastígotas ("polimorfismo") presentes no sangue circulante. As formas amastígotas e tripomastígotas são infectantes para células in vitro e para vertebrados.
2.2 Hospedeiro Invertebrado
São encontradas inicialmente formas arredondadas com flagelo circundando o corpo, denominadas esferomastígotas presentes no estômagoe intestino do triatomíneo; formas epimastígotas presentes em todo o intestino e tripomastígotas presentes no reto. O tripomastígota metacíclico constitui a forma mais natural de infecção para o hospedeiro vertebrado.
3. BIOLOGIA
O ciclo biológico do T. cruzi é do tipo heteroxênico, passando o parasito por uma fase de multiplicação intracelular no hospedeiro vertebrado (homem e mamíferospertencentes a sete ordens diferentes) e extracelular no inseto vetor (triatomíneos).
3.1 Ciclo Biológico no Hospedeiro Vertebrado
Amastígotas, epimastígotas e tripomastígotas interagem com células do hospedeiro vertebrado e apenas as epimastígotas não são capazes de nelas se desenvolver e multiplicar.
Considerando o mecanismo natural de infecção pelo T.cruzi, os tripomastígotas metacíclicoseliminados nas fezes e urina do vetor, durante ou logo após o repasto sanguíneo, penetram pelo local da picada e interagem com células do SMF da pele ou mucosas. Neste local, ocorre a transformação dos tripomastígotas em amastígotas, que aí se multiplicam por divisão binária simples.
A seguir, ocorre a diferenciação dos amastígotas em tripomastígotas, que são liberados da célula hospedeira caindo nointerstício. Estes tripomastígotas caem na corrente circulatória, atingem outras células de qualquer tecido ou órgão para cumprir novo ciclo celular ou são destruídos por mecanismos imunológicos do hospedeiro. Podem ainda ser ingeridos por triatomíneos, onde cumprirão seu ciclo extracelular. No início da infecção do vertebrado (fase aguda), a parasitemia é mais elevada, podendo ocorrer morte dohospedeiro.
Quando o hospedeiro desenvolve resposta imune eficaz, diminui a parasitemia e a infecção tende a se cronificar.
3.2 Ciclo Biológico no Hospedeiro Invertebrado
Os triatomíneos vetores se infectam ao ingerir as formas , tripomastígotas presentes na corrente circulatória do hospedeiro vertebrado durante o hematofagismo. No estômago do inseto eles se transformam em formas arredondadas eepimastígotas. No intestino médio, os epimastígotas se multiplicam por divisão binária simples, sendo, portanto, responsáveis pela manutenção da infecção no vetor. No reto, porção terminal do tubo digestivo, os epimastígotas se diferenciam em tripomastígotas (infectantes para os vertebrados), sendo eliminados nas fezes ou na urina. Esta é a descrição clássica adotada para o ciclo do T.cruzi noinvertebrado.
Outros estudos revelaram que os tripomastígotas sangüíneos ingeridos se transformariam no estômago do vetor em organismos arredondados, denominados esferomastígotas.

4. MECANISMOS DE TRANSMISSÃO
A doença de Chagas possui vários mecanismos de transmissão:

a) PELO VETOR: penetração das formas presentes na urina/ fezes na lesão ocasionada pela picada do “barbeiro” (maior importância...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • TRYPANOSOMA CRUZI
  • Trypanosoma Cruzi
  • Trypanosoma cruzi
  • O trypanosoma cruzi e a doença de chagas
  • Trypanosoma cruzi ( doença de chagas )
  • Parasitologia Trypanosoma cruzi Leishmania
  • Patologias associadas a protozoários: trypanosoma cruzi.
  • AVALIAÇÃO DA TOXICIDADE E AÇÃO TERAPÊUTICA DE ALDIMINAS SINTÉTICAS EM INFECÇÃO EXPERIMENTAL POR TRYPANOSOMA CRUZI

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!