Trombose

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1722 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Trombose
Os fenômenos que envolvem a hemostasia em condições normais tornam-se patológicos quando ocorre, em um ser vivo, por razões diversas, coagulação do sangue dentro do sistema vascular. É o fenômeno de trombose, que pode ser determinado pelo menos por trêstipos de alterações(tríade de virchow).
Fatores determinantes
Alterações de parede vascular–as lesõesdas células endoteliaisdeterminam o aparecimentode trombose. Isto é bem evidente quando a superfície dos vasos é focalmente desnudada de célulasendoteliais, com exposição do colágeno e/ ou fibra elástica subjacente. Outro método efetivo paraprodução de tromboses é colocar uma superfície estranha, tal como fio cirúrgico, em contato com a corrente sanguínea. Em qualquer uma das eventualidades, oquadro trombótico se inicia pordeposito inicial de plaquetas no sítioda lesão. Em determinadas circunstâncias, entretanto, a microscopia óptica não detecta alteraçõesmorfológicas de células endoteliais na vigência deste deposito inicial trombótico.Isto é bem visto particularmente em veias. Admitem-se, neste caso, alterações no nível das uniões intercelulares ou mesmo da camada da mucopolissacarídica, que envolve a célulaendotelial, particularmente na sua face luminal. Os tipos de injurias leve capazes de produzir alterações endoteliais em veias são aquelas produtoras de anóxia, tais como estase venosa ou compressão prolongada da veia.
Na artéria, a doença primaria, como a aterosclerose, levam á distorção da arquitetura da intima, com lesões extensas do endotélio. Do mesmo modo, as modificações da parede vascularconduzem a pontos de maior agressão, pelas alterações dos fluxos sanguíneos. Nestes pontos, onde a corrente sanguínea atrita com maior violência o endotelio, pode haver injuria do mesmo, propiciando o inicio da formação do trombo.
Todas estas alterações descritas, principalmente a aquelas vigentes nas artérias, são válidas parao coração, que deve se encarado com um vaso modificado
A formação dotrombo segue, em grande parte, àquelas modificações dependentes do fenômenode hemostasia. No local da injúria endotelial, percebem-se, no inicio, depósitos de plaquetas que alteram sua morfologia á medida que o tempo passa. ADP e trombina parecem ser aqui também os fatores básicos para o fenômeno de agregação plaquetária. Posteriormente, a fibrina surge na periferia do agregado plaquetário, aumentaprogressivamente, e seus filamentosse insinuam por entre as plaquetas alteradas, substituindo-as em grade parte. Esta porção do trombo, firmemente aderida à área de lesão endotelial, é conhecida como cabeça. Histologicamente, está formada por plaquetas conglutinadas,que assumem uma disposição semelhante ao tronco e ramos de árvore, tendo no interstício filamentos densos de fibrina. Nas malhasdesta ficam presos hemácias e granulócitos da corrente sanguínea.Se o trombo for arterial, onde a corrente sanguínea é rápida, ele poderá manter fundamentalmente esta constituição. Se em uma veia, onde a corrente é mais lenta, ele poderá crescer onde a corrente é mais lenta, ele poderá crescer pelo aumento da rede fibrinosa, com elementos do sangue presos de permeio. Forma-se deste modo o pescoçodo trombo, que é uma parte intermediária, no qual se percebem estrias esbranquiçadas em fundo vermelho. Á medida que se prolonga, tende a ocluir a luz da veia, o que leva à parada de corrente sanguínea. O sangue secoagula a jusante do trombo, conservando a disposição de seus elementos e surgindo como que uma cauda de coloração avermelhada. Se esta aflora em uma ramificação venosa, ela se constituiem superfície áspera e estranha em contato com a corrente sanguínea, onde poderão se depositar novamente os agregados plaquetários, reiniciando desta maneira o processo anterior. É deste modo que os trombos depositados em veias crescem, progressivamente, na direção do coração.
Alterações dos fluxos sanguíneos – a lesão do endotélio, com o deposito plaquetário, não se constitui no único fator...
tracking img