Trombose venosa profunda

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1112 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
DESAFIO DIAGNÓSTICO

Diagnóstico etiológico da trombose venosa profunda
de repetição dos membros inferiores
Etiologic diagnosis of recurrent deep venous thrombosis of the lower limbs
Eduardo Lichtenfels1, Aline S. Becker1, Vinicius C. Pires1, Telmo Pedro Bonamigo2

Parte II - O que foi feito
As provas de coagulação, exames laboratoriais rotineiros e radiografia de tórax eram normais.
Osexames laboratoriais para avaliação de trombofilia (proteína C e S, fator V de Leiden, anticardiolipina
e fator lúpico) eram normais.
A paciente foi submetida, então, a uma tomografia
computadorizada de abdômen e, posteriormente, a
uma venografia de cava inferior.
A tomografia computadorizada de abdômen (Figura 1) não evidenciou nenhuma massa abdominal ou
lesões orgânicas. O laudo descreve:“Observa-se que o
segmento infra-renal da veia cava inferior está em
topografia habitual e ausência do segmento supra-renal
da veia cava inferior, incluindo o segmento intrahepático. Após a veia cava inferior receber as renais, a
mesma tem continuidade através da veia ázigo, que
apresenta calibre bastante aumentado. As veias hepáticas desembocam diretamente no átrio direito”.
A venografia dacava inferior (Figuras 2 e 3) evidenciou a agenesia do segmento supra-renal da veia cava
inferior. O laudo cita: “O segmento infra-renal da veia
cava continua-se cranialmente pela veia ázigo, que se

encontra vicariante. Visualiza-se circulação venosa intra-renal através da veia do lobo caudado e veias suprahepáticas que drenam diretamente para o átrio direito”.

1. Residente de CirurgiaVascular, Serviço de Angiologia e Cirurgia Vascular, Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, FFFCMPA,
Porto Alegre, RS.
2. Professor titular, Disciplina de Cirurgia Vascular, Fundação Faculdade
Federal de Ciências Médicas de Porto Alegre (FFFCMPA), Porto Alegre,
RS. Chefe, Serviço de Cirurgia Vascular, Irmandade Santa Casa de
Misericórdia de Porto Alegre, Porto Alegre, RS.
Artigosubmetido em 05.03.06, aceito em 13.06.06.
J Vasc Bras 2006;5(2):157-9.

Figura 1 -

Copyright © 2006 by Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular.

157

Tomografia computadorizada abdominal

158 J Vasc Bras 2006, Vol. 5, Nº2

Diagnóstico etiológico de TVP nos membros inferiores - Lichtenfels E et al.

Figura 2 -

Ausência de veia cava inferior supra-renal e veiaázigo vicariante

Figura 3 -

O defeito embrionário, nesses casos, é resultante de
uma atrofia inadequada das veias primitivas (pós-cardinais, subcardinais e supracardinais) - no caso da veia
cava inferior supra-renal, um defeito da veia subcardinal direita de se anastomosar com os sinusóides hepáticos1,2,4,6,7,9,10. A drenagem venosa da parte inferior do
corpo retorna ao coração pelosistema ázigo vicariante
até a veia cava superior e pelas veias hepáticas que
drenam diretamente para o átrio direito4,6,9. A veia cava
inferior infra-renal pode ser direita, esquerda ou dupla
(Figura 4)6. Pode estar associada a outras anormalidades cardíacas ou abdominais, mas os pacientes que não
possuem essas outras anormalidades são tipicamente
assintomáticos1,2,6,9,10.
A agenesia de veiacava é considerada fator de risco
para TVP por facilitar a estase venosa e aumentar a
pressão no sistema venoso dos membros inferiores.
Poucos casos estão descritos na literatura médica1,3,8,10.

Veias supra-hepáticas drenando para o átrio
direito, veia ázigo drenando para a cava superior

A agenesia da veia cava inferior é relatada como uma
anomalia rara (menos de 1% da população),resultante
de desenvolvimento embrionário aberrante1-7. Há relatos de que malformações da veia cava compreenderiam
5% de todas as TVP em pacientes com menos de 50
anos e 16% das TVP de ilíaca nesta mesma faixa etária8.
A etiologia da TVP em pacientes jovens geralmente é
uma anormalidade da coagulação congênita ou adquirida, doença imunológica ou neoplasia, mas, com as
novas técnicas de imagem,...
tracking img