Tripanossomídeos

Páginas: 11 (2629 palavras) Publicado: 27 de maio de 2011
CES- CENTRO DE ENSINO SUPERIOR
Amanda Silva César
Luis Alexandre Santos

Tripanossomatídeos e Leishmania sp.

Juiz de Fora
2011

TRYPANOSSOMAS sp.
FAMÍLIA Tripanosomidae

Formas evolutivas: são flagelados que parasitam animais invertebrados, vertebrados e certos vegetais. 
Amastigota: estrutura globosa, ovóide ou elipsóide, umnúcleo, cinetoplasto, flagelo ausente.  
Promastigota: fusiforme, longa ou curta, um núcleo, cinetoplasto anterior afastado do núcleo, flagelo livre. 
Coanomastigota: globosa, curta, truncada na extremidade anterior, um núcleo, cinetoplasto anterior, flagelo curto e livre. 
Epimastigota: fusiforme, núcleo cinetoplasto anterior próximo ao núcleo, presença de membrana ondulante,flagelo livre. 
Tripomastigota: fusiforme, alongada ou larga, núcleo cinetoplasto posterior afastado do núcleo, apresenta uma longa membrana ondulante, flagelo livre. 
Gênero Leishmania: são parasitos dos tecidos de vertebrados e do aparelho digestivo de insetos. Nos vertebrados se observa formas amastigotas e nos invertebrados formas promastigotas (Leishmania donovani eLeishmania tropica).  
Gênero Trypanosoma: são parasitos dos tecidos de vertebrados e invertebrados (artrópodes e hirudíneos). Principais espécies Trypanosoma gambiese, Trypanosoma rhodesiense, Trypanosoma rangeli e Trypanosoma cruzi.

HISTÓRICO

Gênero Trypanosoma:
Gruby 1843. Trypanosoma em sangue de rã.
Bruce 1895. Trypanosoma brucei
Dutton 1902(Trypanosoma gambiense).
Stephens e Fantham 1910 (Trypanosoma rhodesiense).
Tejera 1920 (Trypanosoma rangeli).
Carlos Chagas 1909 (Trypanosoma cruzi).
Reprodução e evolução: Divisão binária (formas amastigotas, promastigotas, epimastigotas e tripomastigotas). 
As formas Salivares: evoluem nas partes anteriores do aparelho digestivo dos vetores, nos quais as formasmetacíclicas são transmitidas pela picada do inseto (Trypanosoma gambiense e Trypanosoma rhodesiense).  .
As formas Fecais: evoluem nas partes posteriores do aparelho digestivo dos vetores, nos quais as formas metacíclicas são transmitidas pela fezes do inseto (Trypanosoma cruzi).
Por ambas as vias: Trypanosoma rangeli.  .
Trypanosoma gambiense: agente menos grave da Doença doSono, evolução crônica e de longa duração. Ocorre em áreas intertropical da África.
Morfologia e reprodução: é encontrado no sangue, líquor e líquidos intersticiais no homem e animais. É encontrado sob três formas tripomastigotas: curta com membrana ondulante sem flagelo livre, uma longa delgada com flagelo e membrana ondulante, e uma intermediária. A multiplicação e por divisão binárialongitudinal.
Inseto vetor: moscas do gênero Glossina sp.  
Trypanosoma rhodesiense ou Trypanosoma brucei: agente mais grave da Doença do Sono. Ocorre em áreas intertropical da África.
  Diagnóstico laboratorial para ambas as espécies: Exame microscópio de esfregaços do sangue e líquor.

Trypanosoma brucei

A tripanossomíase africana é uma doença causadapelo Trypanosoma brucei, que normalmente tem como vetor a mosca tsé-tsé (pertencente ao gênero Glossina) e acomete tanto os homens quanto os animais.
Existem duas formas dessa doença: Uma na África Ocidental, englobando Angola e Guiné-Bissau, que tem como agente etiológico o T. brucei gambiense, assumindo forma crônica e outra na África Oriental, incluindo Moçambique, que tem como agenteetiológico o T. brucei rhodesiense, apresentando-se sob forma aguda.
O T. brucei é um parasita eucariótico unicelular, possuindo corpo alongado, possui um flagelo que lhe confere motilidade. Sua membrana celular ondulante, sendo assim em conseqüência dos movimentos flagelares, é coberta com glicoproteínas que despertam pouca reação imunológica, permitindo que este parasita passe despercebido....
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!