Triagem de pacientes para implante coclear através de questionário on line. perfil do grupo de pacientes pré e peri linguais não convocados

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4645 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Artigo Original

Triagem de Pacientes para Implante Coclear através de Questionário On-line. Perfil do Grupo de Pacientes Pré e Peri Linguais Não Convocados
Screening of Patients for Cochlear Implant Through a Questionnaire Online. GroupProfile of Patients Pre-and Peri lingual Not Summoned
Aquiles Figueiredo Leal*.
* Otorrinolaringologista Especialista pelo MEC e pela ABORL/Fellowship emCirurgia Otológica e da Base do Crânio. Fellow em Cirurgia Otológica e de Base do Crânio. Instituição: Clínica de Otorrinolaringologia João F. Leal. Guarapuava / PR – Brasil. Endereço para correspondência: Aquiles Figueiredo Leal – Rua Quintino Bocaiuva, 1248 - Guarapuava / PR – Brasil – CEP: 85010-300 – Telefone: (+55 42) 3623-3861 – E-mail: jflorl@uol.com.br Artigo recebido em 1º de Fevereiro de2010. Artigo aprovado em 26 de Março de 2010.

RESUMO
Introdução: Objetivo: Método: Facilitar o acesso a centros especializados e selecionar corretamente pacientes que procuram o implante coclear são etapas fundamentais para uma reabilitação adequada. Descrever o perfil do grupo de pacientes pré e peri linguais não convocados para avaliação em um serviço de implante coclear. Estudo retrospectivoque avaliou 401 questionários de pacientes pré e peri linguais, cadastrados no site da Central Brasileira de Implante Coclear. Para a não convocação destes pacientes foram utilizados critérios aplicados algumas variáveis como: Idade, uso de aparelho auditivo, terapia fonoaudiológica, tempo de surdez, características da progressão da perda auditiva e tipo de comunicação utilizada pelo paciente. Ogrupo de pacientes com surdez pré e peri lingual correspondeu a 34% do total questionários preenchidos no período analisado. A distribuição pela faixa etária constatou que 54% dos pacientes estavam acima dos 17 anos, 30% entre 9 e 17 anos, e o restante abaixo dos 9 anos. O tempo de surdez foi maior que 20 anos em 50% dos pacientes, entre 10 e 20 anos em 32%, entre 5 e 10 anos em 9% e entre 0 e 5anos em 9%. Em relação a realização de reabilitação fonoaudiológica 58% dos pacientes já haviam realizado e 42% não. Em relação ao modo de comunicação 49% apresentaram comunicação global, 18% LIBRAS, 6% comunicação oral, 26% nenhuma comunicação. Idade avançada, tempo de surdez elevado, modo de comunicação predominantemente não oral e a falta de reabilitação fonoaudiológica foram determinantes para anão convocação destes pacientes. seleção de pacientes, questionários, implante coclear.

Resultados:

Conclusão: Palavras-chave:

SUMMARY
Introduction: Objective: Method: Facilitating access to specialized centers and properly screen patients seeking cochlear implants are critical steps for proper rehabilitation. To describe the group of patients pre-and peri-lingual is not called for in aservice evaluation of cochlear implants. A retrospective study analyzed 401 questionnaires of patients pre-and peri-lingual Web site registered in the Central Brazilian cochlear implant. For the failure to call these patients were used as criteria applied some variables: age, use of hearing aids, speech therapy, duration of deafness, type of progression of hearing loss and type of communicationused by the patient. The group of patients with pre-and peri-lingual deafness accounted for 34% of total questionnaires completed during the period. The distribution by age found that 54% of patients were over 17 years, 30% between 9 and 17 years, and remaining less than 9 years. The duration of deafness was higher than 20 years in 50% of patients, between 10 and 20 years by 32% between 5 and 10years in 9% and between 0 and 5 years in 9%. Regarding the performance of voice rehabilitation 58% of patients had performed and 42% did not. Regarding the mode of communication 49% had global communication, 18% LIBRAS, 6% oral communication, 26% no communication. Advanced age, duration of deafness high, so mostly no oral communication and lack of voice rehabilitation were crucial to the failure...
tracking img